Cidadeverde.com

Cãominhada tenta acabar com má fama de pit bulls

  • fc223146-8cdf-4015-8602-1844c942214b.jpg Equipe Pit Bull Teresina
  • e895125e-602f-4bf7-aad1-019fecbeafcc.jpg Equipe Pit Bull Teresina
  • cc53053d-76d1-4964-9d6f-dab2fc5b13aa.jpg Equipe Pit Bull Teresina
  • be36a1d8-2002-4750-be34-bb2f6887709b.jpg Equipe Pit Bull Teresina
  • bd65758e-edff-439f-baee-a7afd2dbb21a.jpg Equipe Pit Bull Teresina
  • 248b33f2-a221-4365-9dd7-ce3ef18fe5da.jpg Equipe Pit Bull Teresina

Criadores de cães pit bull farão uma cãominhada no Parque Lagoas do Norte para desmistificar a raça e acabar com a fama de agressividade. O evento ocorre uma semana após uma criança de oito anos ter sido atacada por um cão da raça em Teresina. O evento, organizado pela  Equipe Pit Bull Teresina, deve reunir cerca de 50 pit bulls e seus tutores.

Rony Staylon, um dos fundadores do grupo, explica que os criadores se reúnem frequentemente para mostrar o "outro lado do pit bull'. 

"Nós sempre fazemos caminhadas com pit bulls, inclusive com a presença de veterinários e adestradores. A intenção é repassar orientações sobre como criar um pit bull, esclarecer dúvidas. O cão da raça é forte, mas não agressivo. O pitbull só será violento se ele for criado como um cão violento, assim como qualquer raça", explica Rony Staylon. 

Ele diz  ainda que existe preconceito com a raça, mas que isso vem diminuindo aos poucos. 

 "No início, as pessoas ficam com receio em chegar próximo dos cães, principalmente, pais com  crianças por não saberem muito sobre a raça. Hoje, isso tá mudando. O número de crianças tem aumentado, pois nossos cães são bastantes dóceis", disse Staylon. 

Fotos: Equipe Pit Bull Teresina

O evento está marcado para as 16h. No local, os criadores também arrecadarão ração para Associação Piauiense de Proteção e Amor aos Animais (Apipa). 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com