Cidadeverde.com

Marsha pode ser transferida após vinda de especialista em ursos ao Piauí

A semana deve ser decisiva para a transferência da ursa Marsha do Parque Estadual Zoobotânico, em Teresina. ONGs de Brasília, através da Confederação Brasileira de Proteção aos Animais, intermedeiam a vinda de um especialista em ursos para avaliar o estado de saúde do animal.  Segundo Juliana Paz, coordenadora do Núcleo de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB-PI, o parecer é a única pendência para a ida da ursa a um santuário de animais em São Paulo. 

"Esse laudo foi um dos documentos solicitados pelo Governo do Estado e pelo MP para que se proceda a formalização de um acordo judicial e a Marsha seja transferida. A outra exigência era a documentação do santuário para onde ele deve ir e isso já está pronto", explica Juliana Paz. 

O parecer sobre o estado de saúde de Marsha será dado pelo biológo Cláudio Hermes Maas, do zoológido Pomerode, em Santa Catarina, único especialista em ursos do país.

"Ele é o único especialista em ursos do país e ONGs de Brasília estão se mobilizando para trazê-lo ainda essa semana. A vinda dele não vai ter custos para o Governo do Estado", acrescenta a advogada. 

Na semana passada, a vice-governadora Margarete Coelho, representantes da Confederação Brasileira de Proteção aos Animais, da OAB-PI, visitaram a ursa no Zoobotânico. Juliana Paz diz que o animal aparenta estar bem. 

"Ela parece estar bem e, inclusive, tá gordinha, mas o B-R-O Bró vem aí e nossa preocupação aumenta, pois vai ficar muito mais quente. Acreditamos que vai dar tudo certo", finaliza Paz. 

Em 2017, a Justiça determinou a transferência do animal, mas o Governo do Piauí recorreu da decisão. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com