Cidadeverde.com

Laudo atesta saúde da ursa Masha e transferência será nos próximos dias

Atualizada às 11h04

Por Carlienne Carpaso

Se tudo der certo, a ursa Marsha não ficará este B-R-O-Bró no Piauí. A transferência do Parque Zoobotânico de Teresina para o Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos em São Paulo deverá ocorrer nos próximos dias já que não foi possível ontem (05). A mudança de lar acontece por causa das altas temperaturas no Piauí, principalmente no segundo semestre do ano. 

O secretário estadual do Meio Ambiente, Robério Barros, informou ao Cidadeverde.com que entregou na quarta-feira (05) a documentação para a aprovação e liberação pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). 

A documentação faz referência ao guia de transporte do animal.  O gestor ressaltou que o translado ficará sob a responsabilidade da Confederação Brasileira de Proteção Animal (CBPA) e do Santuário dos Gnomos.  O deslocamento será realizado pela Força Aérea Brasileira (FAB).

“Não temos uma data certa, mas não deve demorar. É uma questão burocrática. Um especialista do santuário já esteve aqui e atestou o bom estado de saúde dela. Esse processo se arrasta desde o ano passado, mas alinhamos os pontos, e terá um desfecho satisfatório para todos”, comentou o secretário.

Voo adiado 

A advogada Juliana Paz, da Comissão do Meio Ambiente da OAB Piauí, destacou que o avião da FAB já está liberado para o envio da ursa. O voo estava previsto para ontem (05), mas não foi possível devido à falta da documentação assinada pelo IBAMA, autorizando a transferência.  

Segundo a advogada, a autorização é necessário porque o animal pertence ao Ibama e  precisa da autorização do órgão para ser transferida. 

“É preciso agilizar essa documentação se não vamos perder a possibilidade de transferir o animal de maneira segura pela FAB. Não dá para esperar mais. O B-r-o-bró está aí. E há o sofrimento do animal”, defende a advogada.

Laudo 

Um dos entraves para a transferência da ursa era a idade e o estado de saúde.  Uma “avaliação técnica para fins de transporte de Teresina (PI) a Joanópolis (SP)” apontou que “segundo os dados e informações de saúde fornecidos pelo corpo técnico da instituição, não há no histórico do animal doenças prévias ou intercorrências que aumentem o risco de transporte”. 

“À inspeção observa-se que o animal é adulto, sem sinais de idade extremamente avançada, com bom estado geral, ativa e sem sinais de agressividade ou temor pela presença de pessoas próximas.  Apresenta boa deambulação, sem dificuldade nos deslocamentos. Apresenta e alimenta-se sem dificuldades”, detalha o documento. 

“Segundo as informações fornecidas por seus cuidadores e técnicos do zoo é um animal de temperamento tranquilo e está habituada a entrar nas áreas de manejo, o que facilita o condicionamento para entrar na caixa de transporte”, constatou a avaliação. 

O laudo foi assinado pelos técnicos: o biólogo Claudio Hermes Mass, especialista em Zoologia e presidente da Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil, e Claudia Almeida Igayara de Souza, médica veterinária, responsável técnica pelo Zoológico Municipal de Guarulhos junto ao CRMV-SP. 

A avaliação ocorreu nos dias 16 e 17 de agosto, no Zoobotânico de Teresina, com a presença de representantes do Governo do Piauí, do Zoobotânico e da Confederação Brasileira de Proteção e Defesa Animal.   

Resgate 

Robério Barros ressaltou que a ursa foi resgata de um circo em Caxias (MA), há uns sete anos. Ele esclareceu que toda uma estrutura foi construída no Zoobotânico para receber o animal. 

“Nós calculamos a idade da ursa em aproximadamente 33 anos. Temos certeza que assim como ela era bem cuidada aqui também será bem cuidada no santuário”, acrescentou o secretário.

A transferência da ursa envolveu discussões e negociações entre diversos órgãos e entidades. Dentre eles: a Secretaria do Meio Ambiente no Piauí, a Confederação Brasileira de Proteção Animal (CBPA), o Ministério Público do Piauí, a Procuradoria Geral do Estado e o Conselho Regional de Medicina Veterinária.

Petição online 

Uma petição online chegou a ser realizada pedindo a retirada da ursa do Zoobotânico em Teresina para um local com temperatura e clima mais apropriados ao bem-estar do animal.