Cidadeverde.com

Ursa Marsha chega a São Paulo e passa a se chamar “Rowena”

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Chegamos em São Paulo!!!????????????????A viagem foi ótima!! Gente foi impressionante o comportamento dela! Lá no Piauí devido ao calor@ela estava estressada, o tempo todo com a boca aberta... já no ar condicionado do avião e aqui no tempo mais fresco de SP se acalmou, dormiu durante a viagem!! Agora rumo a Joanópolis! Amanhã cedinho ela irá para o lindo recinto que o @institutoluisamell com a ajuda de vcs construiu!! Que emoção! Obrigada pelas lindas mensagens! Obrigada a população do Piaui por tanto carinho conosco e com a Marsha! Obrigada a Porto Seguro pelo apoio e transporte terrestre e a @fab_oficial pelo transporte aéreo!!

Uma publicação compartilhada por Luisa mell (@luisamell) em

A ursa Marsha já está longe das altas temperaturas do B-R-O-Bró piauiense. Na noite dessa sexta-feira (21) a ativista Luísa Mell postou em seu instagram uma foto da chegada do animal na cidade de São Paulo.

Luísa Mell, uma das idealizadoras da mobilização de transferência da ursa do Zoobotânico de Teresina para o santuário Rancho dos Gnomos (SP), afirmou nas redes sociais que a viagem de Masha foi tranquila. 

“Foi impressionante o comportamento dela. Lá no Piauí, devido ao calor, ela estava estressada o tempo todo e com a boca aberta. Já no ar condicionado do avião e aqui no tempo mais fresco de São Paulo ela se acalmou e dormiu durante a viagem”, postou Luísa Mell. 

A ursa viajou para São Paulo em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) composto por uma equipe de biólogos, veterinários e ativistas.  A operação contou com adaptações à jaula e climatização.

A vereadora de Teresina e ativista ambiental Teresa Britto divulgou na manhã deste sábado (22) que Marsha mudará de nome quando chegar ao santuário. A informação é de uma das fundadoras do Rancho dos Gnomos, Silvia Pompeu.

 “O nome dela, a partir de agora, é Rowena. Não se chama mais Marsha porque estamos oferecendo a ela uma vida nova. Uma nova etapa”, afirma Silvia Pompeu.

Silvia Pompeu lembrou que o principal motivo para a transferência da Marsha era a inadequação da temperatura muito quente de Teresina para uma ursa. 

A tentativa de  transferência de Marsha para SP iniciou em 2017 com uma petição na internet que reuniu mais de 3.000 assinaturas.  A ursa começou a morar  no Parque Zoobotânico de Teresina após ter sido resgatada de um circo na cidade de Manaus, Amazonas. 

 


Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com