Cidadeverde.com

Teresinense faz casinhas com caixa de leite para animais de rua

  • casinhass.jpg Adriana Serra/ arquivo pessoal
  • casinhacao.jpg Adriana Serra/ arquivo pessoal
  • gatocasa.jpg Adriana Serra/ arquivo pessoal

Por Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Vários símbolos podem expressar o amor: um coração, um beijo, um abraço. Mas a dona de casa, Adriana Serra, escolheu caixinhas de leite para simbolizar seu sentimento por animais de rua. Desde março, ela vem espalhando amor por Teresina por meio de casinhas confeccionadas com caixas de leite para abrigar cães e gatos abandonados. 

"Sempre que ia ao supermercado, via cães abandonados e me partia o coração, principalmente, no período chuvoso. Perguntava a Deus como poderia fazer para ajudar. Procurei ideias na internet e vi que uma moça fazia um trabalho com caixas de leite e resolvi fazer também. Até agora fiz três casinhas", conta a dona de casa. 

Para confeccionar uma casinha, Adriana leva mais de uma semana. Para cada abrigo são, em média, 150 caixinhas de leite, além de fita adesiva, plástico e outros materiais de papelaria. E o trabalho voluntário vai muito mais além!

"Cada caixinha de leite é como se fosse um tijolinho. Vou embalando tudo pra não desmoronar na chuva e depois junto até formar uma parede. Além de fazer as casinhas, todos os dias, coloco água e comida para esse animais que já me reconhecem e parecem me esperar todo o fim de tarde", relata a dona de casa. 

Um dos abrigos fica no bairro Joquéi, na zona Leste de Teresina, onde moram cerca de 11 cães abandonados. No local, ela também plantou uma árvore para dar sombra aos animais. 

Adriana disse que ainda não sabe quantas casinhas quer confeccionar e  diz: "Na primeira casinha que fiz, todos os animais de lá foram adotados. Então, consegui um pouco do que eu queria. Sei que deixar na rua não é a melhor solução. O ideal era que alguém os adotasse. Enquanto isso não acontece, continuo fazendo as casinhas paraque eles não passem fome, sede ou frio. Enquanto chegar amor no coração das pessoas, vou continuar fazendo", completa Serra. 

(Foto: Reprodução Facebook/ Adriana Serra)

As caixinhas de leite usadas na confecção da casinhas são doadas por amigos os quais os chama de "anjos". "Como moro em apartamento, não tenho como armazená-las. Daí, sempre que preciso, divulgo no meu instagram @espalhandoaumor e aparecem muitas doações. Quero continuar com esse trabalho voluntário, fazendo casinhas, mas queria que eles também tivessem o que comer e beber. Então, minha ideia é que as pessoas consigam as caixinhas [para que eu faça os abrigos],  coloquem em um lugar onde tem animais de rua e passem a cuidar deles, dando comida e água, até serem adotados", reitera. 

MALDADE HUMANA

A linda história de amor entre Adriana e os animais de rua também tem capítulo ruins. Uma das casinhas foi furtada e outra quase que totalmente destruída. Nada que desanimasse a dona de casa. 

"Uma das casas foi roubada e tive que começar tudo de novo. Já comprei tigelinhas para colocar água e comida pra eles, mas também roubaram e agora improviso as vasilhas com telhas. Também desamassei a casinha que foi quase destruída. O primeiro sentimento foi de decepção com os seres humanos que são capazes de chegar a esse ponto, pois ali não tinha nada de valor material. Mas não penso em desistir, em deixar os bichinhos sem nada. Aos pouquinhos, continuo levando amor e conscientizando a população a ter mais respeito", ensina Serra.

Se a nobre atitude de Adriana não é reconhecida por alguns humanos, o amor que os animais de rua nutrem por ela transborda. 

"Sou só gratidão. No início, eles estranhavam, mas agora quando chego, até são simpáticos. Isso já pagou tudo o que faço. Não tô querendo fazer propaganda, quero que as pessoas entendam que os animais também sentem fome, sede e frio e não devem ser maltratados. Algumas pessoas podem até pensar que eu deveria tá ajudando pessoas, por exemplo. Mas vamos pensar? se quem gosta de animais ajudasse, quem se identifica com crianças também ajudasse, idosos e outras causas... se cada um fizesse sua parte o mundo seria melhor", disse Adriana Serra que pretende continuar espalhando amor.