Cidadeverde.com
Bicharada

Cão é levado de surpresa a casamento e emociona noiva em Teresina

Foto: arquivo pessoal

Um Golden Retriever causou emoção ao ser levado de surpresa a um casamento em Teresina. Tosh, que tem três anos, foi levado pelo irmão da noiva à igreja. Joyce Dantas conta que não sabia da surpresa, mas que o casamento ou qualquer outro momento importante de sua vida não faria sentido se o Tosh não estivesse junto. 

"Eu não sabia que o Tosh iria. Sempre falava para meu irmão que queria que ele fosse, mas não sabia que ia dar certo. Foi um momento sem explicação. Ele precisava viver este dia, pois sempre foi presente desde quando chegou para morar com a gente. Nenhuma celebração seria a mesma se ele não estivesse lá. É como se fosse meu filho, irmão, amigo", disse Dantas. 

Esta não foi a primeira vez que Tosh- que tem tem três anos- foi à uma celebração. A médica conta que ele participou do casamento do irmão. 

"No casamento do meu irmão, que a gente chama de pai do Tosh, ele foi também, mas não conseguimos um registro tão bonito. A relação ao meu noivo [agora marido] foi a melhor, porque ele sabe como o Tosh me faz feliz", disse a médica. 

Joyce conta ainda que Tosh a fez superar um trauma de adolescência e foi parceiro em um dos momentos em que mais precisou de companhia, quando passou a morar sozinha com os irmãos em São Paulo. 

"Eu tinha uma cadelinha Poodle que fugiu e nunca consegui superar isso. A perdi quando eu era adolescente e perdi o gosto por bicho. Mas o Tosh mudou tudo! ele me conquistou, me ajudou a vencer esse trauma e mostrou o quanto o amor dele foi sincero, ingênuo e super bonito, fazendo companhia nos momentos difícies, fáceis, alegrias, nos dias em que ficava sozinha em São Paulo, onde morei por seis anos. Passei por alguns momentos difíceis lá e o Tosh era um alento", disse a médica. 

Foto: arquivo pessoal

"Foi meu escudeiro de verdade. Voltei para Teresina em 2017 e ele ficou em São Paulo. Só voltou depois quando meu irmão veio. Não tenho filhos, mas casar ou qualquer evento da minha vida não faria sentido se o Tosh não tivesse junto, porque nos momentos em que mais precisei, quando eu estive sozinha em São Paulo, ele esteve comigo. Nenhuma celebração seria a mesma se ele não estivesse lá. è como se fosse meu filho, irmão, amigo. A gente chama ele de Tosh Lindo", disse Joyce Dantas.