Cidadeverde.com

Celebrando Lúcia Hiratsuka, 9ª FLOR emociona o público

  • flor22.jpg ascom
  • flor.jpg ascom
  • flor19.jpg ascom
  • flor8.jpg ascom
  • flor21.jpg ascom
  • flor7.jpg ascom

Celebrando a obra da autora Lúcia Hiratsuka, através da educação e da arte, a 9ª edição da Feira Literária de Oeiras (FLOR), realizada entre os dias 25 e 27 de novembro, atraiu, emocionou e cativou novamente o público, que abraçou o evento e acreditou na volta ao presencial, após dois anos de pandemia. A realização é da Prefeitura de Oeiras, através da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Durante três dias, a FLOR transformou as praças do Centro Histórico, Cine Teatro e Igreja Matriz da Cidade Vogal num jardim perfumado pela literatura, arte, ciência, cultura e muitos encantos. “Estou vivendo intensamente a FLOR, visitando cada estande, tirando várias fotos para comemorar esse momento especial, visitei várias escolas e estou encantada com a cidade. É tudo muito maior do que imaginei. Não tem outro lugar como esse, com movimentos tanto com a arte quanto com a ciência, com o ensino”, comemora a homenageada.

Ao ocupar os espaços públicos da cidade com conhecimento, a FLOR promoveu encontros e descobertas entre aqueles que transitavam/visitavam e aqueles (alunos e professores) que vivem no território dos saberes. “Estamos maravilhados com a presença e desempenho de todos os alunos e alunas da nossa rede municipal de ensino. É um momento festivo, com apresentações dos trabalhos e projetos desenvolvidos pelos estudantes. A sensação é de dever cumprido”, pontua o prefeito José Raimundo.

Aprendendo com Lúcia Hiratsuka

A Feira Literária de Oeiras - FLOR é o ponto alto do projeto ‘Aprendendo Com’, através do qual a obra do autor homenageado é aplicada e transformada em produção literária e artística nas escolas da rede municipal de ensino. O objetivo é estimular o hábito e o prazer pela leitura nos alunos.

Artista plástica, escritora e ilustradora, Lúcia Hiratsuka é a nona escritora homenageada na FLOR, que já celebrou outros nomes importantes da literatura infantojuvenil brasileira, como Monteiro Lobato (2013), Ziraldo (2014), Maurício de Sousa (2015), Ruth Rocha (2016), Cineas Santos (2017), Roseana Murray (2018), Ilan Brenman (2019), Leo Cunha (2020).

Hiratsuka tem diversos livros escritos e premiados, entre eles, a coleção de contos e lendas do Japão Urashima Taro – A história de um Pescador e os títulos Histórias Guardadas pelo Rio e Chão de Peixes, vencedores do Prêmio Jabuti (2019) na categoria melhor livro juvenil e melhor ilustração, respectivamente.

Educação e arte por toda parte

Junto com a FLOR, desabrocham os saberes e os talentos dos alunos e alunas das escolas municipais, que tocam instrumentos, lançam livros, recitam poesias, fazem experimentos científicos, cantam, dançam e encantam.

Nas mostras de conhecimento e apresentações da Feira Literária de Oeiras, eles foram os grandes protagonistas. Com a mediação dos professores, os estudantes oeirenses florescem e viram autores dos projetos e trabalhos de arte, educação e ciência exibidos e aplaudidos durante os três dias de FLOR, em espaços como o Corredor de Saberes e Sabores (relatos científicos), Clube do Aprendiz (interação com literatas convidados), Maker (projetos de tecnologia e robótica) e Histórias e Historietas (teatro e contação de histórias).

Da Redação