Cidadeverde.com

"Tem que parar com a ideia de que o crime compensa", diz secretário da Senasp

  • congresso_das_cidades_-120.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-112.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-110.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-107.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-95.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-88.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-75.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-67.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-62.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-58.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-45.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-33.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-32.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-30.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-11.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-10.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-6.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_-5.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • congresso_das_cidades_.jpg Roberta Aline / Cidade Verde

Durante o II Congresso das Cidades, o secretário nacional de Segurança Pública (Senasp), general Guilherme Cals Theophilo e Gaspar de Oliveira, declarou que um dos grandes desafios do Governo Bolsonaro é reverter a ideia de que o crime compensa. O militar também defendeu o fortalecimento das guardas civis municipais em todo o país. 

"Um dos grandes desafios do Governo Bolsonaro é reverter os índices enormes de homicídios que são comparados a índices de países que estão em guerra civil, como a Síria. Em dois meses, conseguimos reduzir em 25% o número de mortes em todo o país. Tem que parar com a ideia de que o crime compensa", disse o general. 

Para diminuir os índices de criminalidade, o secretário defendeu a criação de comitês de Segurança e o fortalecimento das guardas civis municipais. 

"A Segurança começa no município. Contudo, alguns não tem sequer um representante da Segurança Pública. Temos que incentivar as guardas municipais e que estas deixem de ser apenas guarda patrimonial para ajudar na Segurança interna dos municípios", disse o secretário que prometeu fortalecer as polícias Civil e Militar em todo o país. 

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

Sobre os comitês de Segurança, o militar explica que serviria como um elo entre municípios e estado. 

"Que mesmo sem a guarda municipal, tenhamos um comitê de Segurança Pública que possa reportar o seu prefeito ao estado, qual a sua deficiência. Integrando os municípios com os estados e a federação vamos ter um país mais estável", concluiu o secretário da Senasp. 


Graciane Sousa
[email protected]