Cidadeverde.com

Polícia prende dois irmãos por incêndios contra casas de indígenas em Bom Jesus

Dois irmãos foram presos na terça-feira (21) pela Polícia Civil suspeitos pelos incêndios criminosos ocorridos em três residências de índios da etnia Gamela em abril deste ano no município de Bom Jesus, a 603 km de Teresina. Apesar dos incêndios ninguém ficou ferido. A polícia acredita que ação é uma tentativa de expulsar os indígenas da região.

Após os incêndios foi instaurado um inquérito pela Polícia Civil e foram presos dois irmãos em Bom Jesus, identificados apenas como Romário e Adão. O pai deles também está sendo investigado por participação no crime.

Fotos: PC-PI

“Eles estão sendo acusados de praticarem incêndio criminoso em uma comunidade indígena, a Gamela, que tem a frente o cacique James. Um incêndio ocorrido em abril, onde incendiaram as residências. Determinamos imediatamente a instauração de inquérito policial, determinamos a realização de uma perícia no local, fizemos uma identificação desses dois autores e mais uma pessoa, que inclusive é pai deles e esteve participando desse crime”, explicou o delegado geral Luccy Keiko.

Segundo o delegado, agora a polícia apura se existe algum mandante para o crime. A principal suspeita é que o incêndio ocorreu como forma de intimidação, pois os indígenas moram em uma área de mais de 5 mil hectares, e estaria ocorrendo uma disputa por terras na região.

“Estamos ainda investigando se existem outras pessoas por trás como mandantes, nessa disputa por esse território. Estão tentando expulsar esses indígenas da região, provavelmente em alguma especulação imobiliária, são mais de 5 mil hectares de terras e estamos atentos para que não ocorra esse tipo de crime e preservar o direito dessa comunidade indígena”, destacou.

Bárbara Rodrigues e Tiago Melo
[email protected]