Cidadeverde.com

Suspeito de matar PMs do Ceará e assalto a carro-forte é preso em Bom Jesus

Um dos homens considerados mais perigosos do Ceará foi preso em Bom Jesus (a 600 km de Teresina). José Massiano Ribeiro é suspeito de participação na morte de três policiais e assaltos a carros-fortes no estado cearense. Ele foi preso na última segunda-feira(27), em uma ação que envolveu a Delegacia de Repressões às Ações Criminosas Organizadas (Draco) do Ceará.

José Marciano foi preso no povoado Barra Verde às margens da BR-135, há cerca de 20 quilômetros da zona urbana da cidade.  

Ele figurava na lista dos mais procurados do estado cearense, mas tinha uma vida "normal" na capital da soja piauiense. "Ele estava começando a trabalhar em uma empresa da construção civil e se fichou, acredito que foi por ai que conseguiram rastreá-lo e localizá-lo", informou José de Anchieta, chefe de investigação da 9ª regional de Polícia Civil, que não teve participação na prisão.

"Quem efetuou a prisão foi a Polícia Civil do Ceará, vieram cumpriram o mandado de prisão e foram embora. Não nos deram informação", destacou.

O policial, que mora em Bom Jesus, informou que antes de trabalhar na empresa, José Marciano era autônomo e tinha uma vida social relativamente boa na cidade. Ele acredita que já estava na região cerca de um ano.

Ele é suspeito de envolvido em assaltos a carros-fortes e na morte de policiais na cidade de Quixadá, no Sertão do Ceará, em junho de 2016. E era um dos poucos acusados de participação nas mortes dos policiais, que continuava foragido.

Os militares Francisco Guanabara Filho (50), primeiro sargento da PM; Antônio Joel de Oliveira Pinto (33), cabo da PM; e Antonio Lopes Miranda Filho (33), soldado da PM; foram mortos em confronto com bandidos no distrito de Juatama. Logo após o fato, diligências foram iniciadas no sentido de identificar e capturar os envolvidos no crime. Na ocasião, outro policial foi ferido e outros dois permaneceram algumas horas como reféns dos bandidos.

Os detalhes do trabalho policial foram apresentados, em coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (29) no auditório do Complexo de Delegacias Especializadas (Code).

 

Caroline Oliveira
redacao@cidadeverde.com