Cidadeverde.com

Filho de empresário desvia de buraco e morre ao colidir em caminhões na BR- 343

  • Untitled-13.jpg PRF
  • Untitled-12.jpg PRF
  • Untitled-11.jpg PRF
  • Untitled-10.jpg PRF

Um grave acidente, ocorrido na noite desse sábado (13), no quilômetro 262 da BR-343, na cidade de Campo Maior, tirou a vida de um homem de 38 anos, identificado como Osvaldo Portela Ibiapina Filho. Ele conduzia uma motocicleta, que colidiu frontalmente em dois veículos de carga.  A morte foi imediata.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, os condutores da carreta e do caminhão ficaram ilesos.  De acordo com levantamento no local e declaração de testemunhas, a motocicleta colidiu frontalmente nos dois veículos de carga após desviar de buracos na rodovia. 

A colisão ocorreu na faixa contrária ao deslocamento da motocicleta, colidindo na carroceria do primeiro caminhão e depois na cabine de uma outra carreta que trafegava em seguida. 

De acordo com relatos de testemunhas, o motociclista havia ingerido bebida alcoólica em uma festa, mas  teste de alcoolemia não pode ser feito. 

"Há indícios que o motociclista não estivesse usando o capacete de segurança no momento do acidente, tendo em vista o alto grau de lesão na parte craniana do condutor. Os policiais ainda estão fazendo as devidas diligências no sentido de identificar se outras causas poderiam ter contribuído pra o acidente", diz nota da PRF. 

Foto:Reprodução/Facebook

A Polícia Civil foi acionada e os caminhoneiros conduzidos para prestar declarações.Os dois foram submetido à teste de alcoolemia, que deu negativo. Inquérito será aberto para investigar o acidente. 

Osvaldo Filho era filho do empresário do setor de material de construção, Osvaldo Ibiapina. Ele trabalhava com o pai e era muito conhecido na regão de Campo Maior.

A morte de Osvaldo  no acidente causou comoção nas redes sociais. 

"Externo meus sinceros pêsames à família do meu amigo Osvaldo Ibiapina pelo  falecimento do seu filho Osvaldo Filho. Dor imensurável onde não há palavras que confortem o coração", escreveu um amigo.

 

 

 

Izabella Pimentel
[email protected]