Cidadeverde.com

Casa de Detenção de Campo Maior será 1ª do PI a ter núcleo de alfabetização

Diversas autoridades municipais e estaduais visitaram na manhã dessa segunda-feira, 21.09, a obra de construção da Casa de Detenção de Campo Maior. O presídio, que terá capacidade para 140 vagas, será o primeiro do Piauí a ter celas para portador de curso superior e a ter um módulo de ensino e profissionalizante.

A obra foi retomada em agosto passado e há uma previsão de que em janeiro a Casa de Detenção esteja construída. Estão sendo erguidos dois pavilhões com celas, um módulo de triagem e administração e ainda um pátio para banho de sol dos presos. “Também estamos construindo um anexo para implantar de forma inédita o módulo de ensino e profissionalização de presos. Esse de Campo Maior será um presídio modelo”, destacou o secretário Estadual de Justiça, Daniel Oliveira.

Além do secretário Daniel, também visitaram o presídio o deputado estadual Aluísio Martins, o prefeito Paulo Martins, o juiz Júlio Cesar Garcez e o promotor Luciano Nogueira, além de secretários municipais e vereadores.

Aluísio Martins lembrou que a construção da Casa de Detenção foi retomada graças a um esforço concentrado do Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Justiça de Campo Maior, Ministério Público e Câmara de Vereadores, através do vereador Fernando Miranda. 

“Uma outra particularidade na construção desse presídio é a utilização de 100% de mão de obra campomaiorense e de ex-presidiários”, informou.

O ex-presidiário Antônio Wesley (FOTO ACIMA) foi condenado a 4 anos de prisão pelo crime de furto, mas agora está se ressocializando e conseguiu uma vaga de servente de pedreiro na construção do presídio.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com