Cidadeverde.com

Sanatório completa 12 anos "na paz e sem metralhadora"

  • 20160206135826.jpg Wilson Filho/CidadeVerde.com
  • 20160206135826-(1).jpg Wilson Filho/CidadeVerde.com
  • 20160206135815.jpg Wilson Filho/CidadeVerde.com
  • 20160206135815-(1).jpg Wilson Filho/CidadeVerde.com
  • 20160206135809.jpg Wilson Filho/CidadeVerde.com
  • 20160206135806.jpg Wilson Filho/CidadeVerde.com
  • 20160206135757.jpg Wilson Filho/CidadeVerde.com
  • 20160206135757-(1).jpg Wilson Filho/CidadeVerde.com
  • 20160206135750.jpg Wilson Filho/CidadeVerde.com
  • 20160206135750-(1).jpg Wilson Filho/CidadeVerde.com

Ao completar 12 anos, o bloco Sanatório Geral comemora o folião sem uniforme e lança a primeira eletrônica de rua do bloco neste sábado (5). Parte da Avenida Frei Serafim, no entorno da Igreja São Benedito foi interditada.

O Sanatório Geral é um bloco se destaca com musicas de carnaval, frevo e marchinhas. A festa começa com a banda Dona Flor e Seus Dois Maridos e, em seguida dois Djs seguem com a animação depois das 23h, Mirton de Paula e Marceleleco. Um dos organizadores, o produtor e diretor Arimatan Martins, afirma que o bloco preserva a mesma identidade, sem cordas de isolamento ou abadá e sem uniformização. “As pessoas vêm com as suas fantasias. O carnaval aqui é paz e amor sem metralhadora. São 12 anos sem registo de Boletim de Ocorrência e sem agressão, pois as pessoas chegam para se divertir”, frisa.

Milhares de pessoas se concentram no espaço entre a igreja São Benedito e Praça da Liberdade. Jorgino Medeiros, um dos organizadores, diz que é um bloco que reúne muitos amigos, artistas, poetas, jornalistas e lembra que na primeira edição colocaram um Dj e que acredita nesta proposta este ano.

Flash de Yala Sena
Diego Iglesias [da Redação]
Redacao@cidadeverde.com