Cidadeverde.com

Educação finlandesa

É quase um consenso mundial que a educação da Finlândia é uma das mais desenvolvidas do mundo. Não à toa em alguns resultados do PISA (um exame internacional realizado por estudantes) os estudantes finlandeses terem figurado entre os primeiros do mundo.

A Finlândia também tem buscado mudanças no seu currículo da educação básica: está voltando atrás de tudo o que se faz mundo afora. Enquanto pegamos o conhecimento e separamos todo em “caixinhas” que chamamos de matérias ou disciplinas, os finlandeses fizeram o contrário: abriram as caixinhas e misturaram conteúdos, em uma experiência ímpar no mundo inteiro.

Recentemente a Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação (RIAEE), publicada pela UNESP, lançou um número especial trazendo alguns trabalhos de uma experiência interessante, na área de formação continuada, vivida por professores brasileiros em duas universidades finlandesas. Um projeto chamado Teachers for the Future, proposto por meio de uma parceria entre o Ministério da Educação (MEC) do Brasil, Häme University of Applied Science (HAMK) e Tampere University of Applied Science (TAMK), as duas universidades da Finlândia envolvidas no processo.

O Dossiê Brasil - Finlândia: Educação para o Século XXI foi elaborado em parceria com as universidades finlandesas e está disponível no link: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/issue/view/677

O projeto contemplou 107 professores brasileiros. Iniciativas como essas, cercada por uma política pública que garantisse que resultados colhidos pudessem ser aplicados, poderiam mudar um pouco a cara da educação no nosso país.