Cidadeverde.com

Mortes por doenças cardiovasculares aumentaram até 170% durante a pandemia

Os cardiopatas, pessoas que sofrem com problemas no coração, foram duplamente penalizados durante a pandemia da Covid. Primeiro, porque esses pacientes foram os que desenvolveram as formas mais graves da doença e morreram em maior número. Segundo, porque, com a suspensão do atendimento ambulatorial, eles deixaram de procurar o atendimento médico necessário para o acompanhamento da doença e só o fizeram quando a situação já estava no limite.

Esse quadro resultou em um aumento de 130 a 170% das mortes por doenças cardiovasculares no Brasil ao longo desse um ano e meio de pandemia, segundo o médico cardiologista e diretor do Hospital Universitário, Paulo Márcio. Ele chama a atenção para a gravidade da situação justamente quando está sendo realizada a campanha do Setembro Vermelho, que faz um alerta para os cuidados com o coração.

A estimativa é que agora em setembro o número de mortes por doenças do coração e vasculares chegue a mais de 260 mil no país. Dr. Paulo Márcio lembra os fatores de risco para a doença, como hipertensão, dislipidemia (colesterol alto), obesidade, sedentarismo, tabagismo e histórico familiar. E enfatiza a necessidade dos cuidados básicos com a saúde como alimentação saudável, prática regular de atividades físicas e a ida periódica ao cardiologista.

CMT vai realizar concurso com salários de até R$ 20 mil

Uma boa notícia para quem está em busca de trabalho. O presidente da Câmara Municipal de Teresina anunciou que vai realizar concurso público no próximo ano para preenchimento de cerca de 20 vagas. E o melhor: não é para cadastro de reserva. Segundo ele, a posse dos aprovados deve acontecer até dezembro de 2022.

A realização do concurso foi aprovada na Lei de Diretrizes Orçamentárias e, portanto, tem recursos assegurados. Jeová Alencar disse que está montando a comissão organizadora para saber a real necessidade de pessoal em cada setor do Poder Legislativo Municipal. De antemão, ele já adiantou que devem ser oferecidas vagas para analista técnico, fotógrafo, jornalista e procurador. Os salários variam entre R$ 3 a R$ 20 mil.

Outra novidade na área de pessoal da Câmara de Teresina é que até o final deste ano será lançado o PAI – Programa de Aposentadoria Incentivada. Segundo o Presidente Jeová, cerca de 20% dos servidores daquela Casa já estão em condições de serem aposentados.

Brasil foi polo para mutações do Coronavírus, diz estudo

Sem um comando único que determinasse medidas eficazes de isolamento e distanciamento social, o Brasil acabou se tornando um celeiro para mutações do novo coronavírus no mundo. A conclusão foi publicada no periódico Viruses, por um grupo de seis cientistas brasileiros. Eles estudaram a distribuição das mutações nas 5 regiões brasileiras de março do ano passado até junho deste ano.

O estudo mostra que alguns indivíduos são considerados superespalhadores. Eles propagam o vírus com maior facilidade. Daí porque “as variáveis comportamentais e ambientais são relevantes para a infecciosidade, aumentando a transmissão”, explicam os pesquisadores.

No Brasil, uma nova linhagem de mutação foi encontrada a cada 278 amostras, um número bem alto se comparado com o do continente europeu, onde foi encontrada uma nova linhagem a cada 1.046 amostras. “Mutações virais são eventos probabilísticos devido à transmissão aleatória de um vírus entre pessoas infectadas”. Quanto maior a circulação de pessoas com o vírus, maiores as chances de elas virem a ocorrer. Como o Brasil não adotou uma política de saúde nacional de isolamento, o que ocorreu em outros países, o vírus circulou mais facilmente por aqui.

Em janeiro deste ano, a P.1, também conhecida como Gamma, tornou-se predominante. Surgida inicialmente em Manaus, ela rapidamente se espalhou por todo o país e passou a dominar os casos de Covid. Sua prevalência está ameaçada agora pela variante Delta, originada na Índia e já reconhecida pela Fiocruz como presente  também no Piauí.

Fogo se espalha em vários pontos do Estado

 

O Piauí vive um momento preocupante com o surgimento de focos de incêndio em diferentes pontos do Estado. Começou na região de Pedro II e Milton Brandão, próximo à divisa com o Estado do Ceará. O incêndio por lá durou vários dias até ser controlado.

Logo depois, um outro incêndio, ainda maior, avançou pela área da Serra da Capivara em São Raimundo Nonato. As chamas chegaram a 8km do Parque Nacional que guarda as pinturas rupestres mais antigas da América – um patrimônio natural da humanidade reconhecido pela Unesco.

Só ontem, com a chegada de aeronaves ao local, o fogo foi mantido sob controle, pelo menos na área que dá acesso ao Parque. Algumas comunidades ainda continuam em alerta. Uma aeronave fez o trabalho de pulverização, enquanto a outra monitora toda a extensão do município para identificar focos remanescentes ou possíveis novos focos.

Aeronave de combate a incêndio em São Raimundo Nonato

 

Ainda no final de semana, o fogo atingiu o Brejo da Atalaia, em Santa Filomena. A Secretaria Estadual do Meio Ambiente informa que é comum a ocorrência de incêndios no segundo semestre do ano, quando o clima fica extremamente quente e seco, com a presença de ventos fortes que ajudam a espalhar as chamas. Só que este ano os focos começaram mais cedo que o normal.

Incêndio em Santa Filomena

O Corpo de Bombeiros conta com uma estrutura precária, com deficiência de homens e equipamentos. Em São Raimundo Nonato, por exemplo, não existe unidade do Corpo de Bombeiros. E, para completar, ainda persistem práticas de risco no preparo da terra para o plantio. As queimadas costumam fugir ao controle nesta época, provocando os desastres a que estamos assistindo.

Com baldes e mangueiras, moradores controlam fogo em Barra Grande

20h40 -  O Secretário Municipal de Turismo e Meio Ambiente de Cajueiro da Praia, Thiago Soares,  traz mais detalhes sobre o incêndio desta noite na Praia de Barra Grande. Ele disse que o fogo começou no teto de uma barraca ainda em construção. Como não havia nada dentro, os prejuízos não foram tão grandes. As chamas ameaçavam os terrenos vizinhos, mas foram controladas pela própria comunidade que se mobilizou rapidamente para ajudar a apagar o incêndio. Quando a unidade do Corpo de Bombeiros chegou ao local, o fogo já havia sido debelado pelos moradores.

20h15 - O fogo acaba de ser controlado na Praia de Barra Grande. Moradores e proprietários das barracas se uniram em um grande mutirão com balde e mangueiras e conseguiram controlar o fogo que avançava com velocidade sobre as barracas, empurrado pelo vento forte da praia. Ainda não é possível avaliar os prejuízos com o incêndio que assustou a população esta noite.

Um incêndio na noite deste sábado (11) na praia de Barra Grande, litoral do Piauí, assusta barraqueiros e moradores. O fogo atinge as barracas, que têm cobertura de palha e são combustíveis para a propagação das chamas. Outro fator que ajuda a espalhar as labaredas é o vento forte que sopra nesta época do ano.

A unidade do Corpo de Bombeiros de Parnaíba já foi acionada para ajudar a apagar o incêndio. Barra Grande se tornou um lugar muito badalado e um dos preferidos dos turistas que procuram o litoral do Estado. O turismo tem sido fonte de renda para muitas famílias que moram lá.

Desesperados, os próprios moradores e trabalhadores estão tentando apagar o fogo. Muitos estão pegando a água do próprio mar para jogar contra as chamas, mas encontram dificuldade por causa das correntes de ar.

Mais informações a qualquer momento

Posts anteriores