Cidadeverde.com

TSE autoriza convenção partidária virtual para as eleições municipais

Foto: TSE

O Tribunal Superior Eleitoral autorizou ontem, por decisão unânime do plenário, a possibilidade da realização das convenções partidárias deste ano de forma virtual. É uma decisão inédita que tem como objetivo evitar a aglomeração que ocorre nesse tipo de evento.  O prazo, no entanto , não foi alterado. As convenções que irão escolher os candidatos que participarão das eleições municipais deste ano devem acontecer no período compreendido entre 20 de julho e 5 de agosto. Como até lá o novo coronavírus ainda deve estar circulando ativamente no Brasil, a Justiça Eleitoral entendeu que deveria permitir o uso da tecnologia para substituir a presença física nas convenções.

Os partidos terão a liberdade de estabelecer regras e escolher o formato mais adequado para a realização do evento, desde que haja ampla publicidade a todos os filiados e que sejam obedecidas as exigências da legislação eleitoral vigente.

São os novos tempos impondo novas formas de trabalho e interação. As convenções partidárias costumam ser festas bastante movimentadas, com a presença de muitos filiados, músicas, torcidas, balões, foguetes. Um momento para demonstrar a força e a estrutura do partido. Este ano, no ambiente frio da internet, o cenário será diferente. Como diferente deve ser o comportamento humano daqui para frente, não só na campanha política, mas em todos os setores da vida

 

Campanha Alimentando a Esperança mobiliza doadores para ajudar famílias carentes

O aumento no número de desempregados por causa da pandemia fez crescer ainda mais a quantidade de piauienses vivendo em situação precária. Muitas dessas pessoas não tiveram acesso nem mesmo ao auxílio emergencial de R$ 600 que está sendo pago pelo governo federal. É para esse público que a Ong Visão Futuro Piauí está realizando a campanha “Alimentando a Esperança”.

Formada por voluntários de diferentes áreas, o grupo está arrecadando alimentos, produtos de limpeza e higiene pessoal, máscaras e dinheiro para formar kits que serão distribuídos à população mais vulnerável. A ONG já existe no Brasil desde 1992, em São Paulo , e foi fundada com a ajuda dos governos sueco e alemão. Aqui no Estado, eles contam com o reforço da Associação Neo-Humanista do Piauí .

Mensalmente, um escritório de contabilidade – que também trabalha voluntariamente – realiza a prestação de contas com balancete completo de receitas e despesas para garantir transparência. As doações em dinheiro podem ser feitas na conta da CEF 952-0, Agência:3829, Operação: 003. CNPJ - 07.422.250/0001-69

Os pontos de arrecadação de alimentos, produtos de limpeza e máscaras são:

-  Movimento pela Paz na Periferia – Av. Valter Alencar, 762, Bairro São Pedro;

-CAPS LESTE – Rua Visconde da Parnaíba, 2435 – Horto

-SOS PNEU – Av. Miguel Rosa, 6503 - Sul

TCU revela que 8,1 milhões de pessoas podem ter recebido auxílio emergencial indevidamente

Um dos lados perversos da pandemia provocada pelo novo coronavírus é a exacerbação da desigualdade social existente no Brasil. Os mais pobres tornaram-se ainda mais vulneráveis com o avanço da Covid-19. Muitos brasileiros não dispõem das ferramentas básicas para enfrentar a doença, que são água potável e sabão. Outros tantos não dispõem sequer de um teto quando a ordem é para ficarem dentro de casa. E há ainda aqueles que simplesmente não têm o que comer.

É para tentar socorrer essa legião de desassistidos que foi lançado o programa de auxílio emergencial, no valor de R$ 600 por mês. Uma quantia muito pequena, que representa metade do salário mínimo, e que deveria chegar aos informais, autônomos, microempreendedores e desempregados atingidos pela pandemia.

Mas os corredores da burocracia acabaram por promover distorções inadmissíveis em um momento de crise como o atual. O parecer do Tribunal de Contas da União, que deve ser votado hoje, aponta para o risco de 8,1 milhão de pessoas terem recebido o benefício indevidamente, enquanto milhões de brasileiros continuam sem receber qualquer ajuda.

Desde o início do pagamento, as denúncias são frequentes. Já foram identificados brasileiros residentes no exterior que estariam recebendo o auxílio, assim como integrantes das Forças Armadas. Enquanto isso, passados mais de dois meses do início do programa, ainda tem gente com direito ao benefício aguardando a liberação do dinheiro. Tudo o que essas pessoas recebem como resposta é um protocolar “em análise”.

Ainda segundo o TCU, o pagamento indevido do auxílio emergencial representa algo em torno de R$ 3,6 bilhões ao mês. Dinheiro que deixou de ser pago a quem efetivamente está passando fome para cair na conta de quem não precisa. Mais um vexame para a conta do Brasil e para dor dos brasileiros.

Justiça dá prazo de 72h para Governo equipar o Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela


Foto: arquivo/Cidadeverde.com

A justiça acatou o pedido do Ministério Público do Piauí e concedeu tutela provisória de urgência para que o Governo do Estado providencie, no prazo de 72 horas, a compra e instalação de equipamentos, bem como a contratação ou alocação de profissionais, para atuar no enfrentamento à pandemia da Covid-19, no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela.

No despacho,  o juiz Aderson Antônio Brito Nogueira  acolheu o encaminhamento do grupo de Promotorias Integradas do Ministério Público para acompanhamento da Covid-19, que pede providências no sentido de dotar o hospital com estrutura mínima necessária para prestar um bom atendimento aos pacientes. O IDTNP é apontado como o hospital de referência no Estado para atendimento aos pacientes vítimas do novo coronavírus.

A decisão determina, entre outras coisas, a implementação de 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva, já habilitados pelo Ministério da Saúde, a aquisição e instalação de dois aparelhos de Raios X portáteis para leitos de UTI – o hospital só dispõe atualmente de um aparelho, que está necessitando de assistência técnica – e, ainda, adequações para instalação do tomógrafo computadorizado já existente no local e contratação ou alocação de pessoal qualificado para trabalhar com Covid-19, a fim de completar o quadro de escalas do hospital.

O documento foi assinado pelo juiz no último sábado. Portanto, vence hoje o prazo determinado pela justiça para que o Estado atenda a determinação de melhorias no hospital.

Manifesto Estamos Juntos pede união do país

Cansada de assistir à polarização radical entre os extremos ideológicos em meio a uma pandemia que já ceifou mais de 29 mil vidas, a população começa a reagir. O movimento #EstamosJuntos ( http://movimentoestamosjuntos.org/) lançou um manifesto na internet conclamando a união do país para defender a lei,  a ordem, a política, a ética e o combate à corrupção, entre outros temas tão caros ao país. 

O movimento já coletou mais de 100 mil assinaturas desde sexta-feira à noite, reunindo artistas, jornalistas, políticos, escritores e juristas. O texto pede que os líderes e gestores políticos assumam a responsabilidade de unir a pátria e que deixem de lado projetos individuais. O documento começa dizendo que é formado por cidadãs, cidadãos, empresas, organizações e instituições brasileiras e fazem  parte da maioria que defende a vida, a liberdade e a democracia.

Dirigido à  esquerda, centro e direita, o manifesto faz o seguinte apelo: “Somos a maioria e exigimos que nossos representantes e lideranças políticas exerçam com afinco e dignidade seu papel diante da devastadora crise sanitária, política e econômica que atravessa o país”.

De fato, é momento de união para combater o inimigo comum, o novo coronavírus. Cenas como a de ontem na Avenida Paulista, em São Paulo, não ajudam em nada e só atrapalham o enfrentamento à pandemia que segue fazendo vítimas diariamente. O Brasil já superou a Espanha e a França em número de mortes. Não podemos deixar que as disputas partidárias matem também a nossa esperança.

 

Posts anteriores