Cidadeverde.com

Orquestra Sanfônica faz homenagem especial a Dominguinhos

A Orquestra Sanfônica de Teresina está completando 8 anos e faz hoje uma apresentação especial para comemorar o seu aniversário e , também,o músico pernambucano Dominguinhos, que faleceu há exatos 8 anos. Dominguinhos não só dá nome à orquestra teresinense como é fonte de inspiração para a maioria dos 17 músicos que a compõem.  Para marcar a data, a Orquestra Sanfônica daqui uniu-se à Orquestra Sanfônica do Rio de Janeiro e gravou um vídeo com músicas de Dominguinhos.

O som produzido pela Orquestra Sanfônica é belo, criativo e com forte identidade cultural com a história do Piauí. Regida pelo maestro Ivan Silva, a Orquestra conta com jovens sanfoneiros que se interessam em manter viva essa tradição musical nordestina. Entre eles está Isaac do Acordeon, o garoto que começou a tocar sanfona ainda aos 8 anos. Hoje, já adolescente, ele vem se destacando cada vez mais com o instrumento.

A Orquestra Sanfônica de Teresina é uma das riquezas culturais da capital piauiense e merece todo o reconhecimento pela preservação cultural da música produzida com um instrumento tão peculiar que é a sanfona. O show será fechado por causa da pandemia, mas poderá ser acompanhado pelo canal do youtube da Orquestra, a partir das 19h30.

 

 

Focos de queimada este ano já superam em quase 90% das ocorrências de 2020

As queimadas, tão comuns no segundo semestre do ano, trazem danos não apenas ao meio ambiente, mas também à rede elétrica. No ano passado, foram registradas mais de 530 ocorrências de interrupção à energia, decorrente de focos de incêndio. Este ano, só nos primeiros 6 meses já foram registradas 478 ocorrências, quase 90% o total de todo o ano de 2020.

Teresina é, de longe, a cidade com maior registro desse tipo de problema até agora, com 292 casos. A segunda cidade é Parnaíba, mas com um número bem inferior: 22. Os focos de fogo destroem a mata, comprometem a qualidade do ar, causam problemas respiratórios e ainda podem danificar as estruturas e cabos condutores, prejudicando o fornecimento de energia elétrica. Os prejuízos causados à rede elétrica - dependendo da intensidade e da forma como foram causados - podem, inclusive, configurar crime.

As orientações da companhia de eletricidade para evitar problemas dessa natureza, são:

- Evitar acender fogueira próximo à mata e postes com fiação elétrica;

- Não jogar pontas de cigarro acesas próximo à vegetação;

- Apagar cinzas de fogo com água para evitar que o vento as leve para a mata;

- Não colocar fogo em terrenos baldios ou lixões;

- Realizar aceiros em queimadas orientadas para evitar o risco de propagação das chamas.

Ao menor sinal de que o fogo saiu do controle, chamar imediatamente o Corpo de Bombeiros e, se estiver próximo à fiação elétrica, acionar a Equatorial Energia para evitar a interrupção no fornecimento de energia.

Mais de 70% das Emendas Impositivas do Estado vão para festas e eventos culturais

Um levantamento feito pelo Tribunal de Contas do Estado revelou que as Emendas Impositivas apresentadas pelos deputados – aquelas que devem constar no Orçamento Estadual e não podem ser alteradas pelo Poder Executivo – estão desrespeitando a Constituição Estadual. De acordo com os números apurados pelos técnicos do TCE-PI, a grande maioria das emendas executadas (76,66%) são para a área de cultura, incluindo aí a realização de festas e contratação de bandas musicais.

A Constituição Estadual estabelece que 30% do total emendas impositivas sejam destinadas a ações nas áreas de saúde, educação e cultura.  Mas, na prática, a área cultural - ou festiva - tem abocanhado quase todo o valor do orçamento impositivo. No ano de 2018, a Educação e Saúde ficaram apenas com 6,18% do total das emendas impositivas. Até 31 de julho de 2019, esse percentual era de apenas 4,19%.

O TCE vê indícios de irregularidades na execução de despesas oriundas desse tipo de emenda parlamentar. A contrato superfaturado de bandas musicais para a realização de festas já demonstrou ser uma fonte de desvio de recursos públicos. Como esse contrato costuma ser feito por dispensa de licitação, políticos desonestos encontram aí uma porta para obter vantagem financeira.

O relatório do Tribunal foi encaminhado às Secretarias de Planejamento e de Governo do Estado, bem como ao presidente da Assembleia Legislativa do Piauí e à Procuradoria Geral do Estado para conhecimento e providências cabíveis.

Jovens em tratamento contra drogas correm o risco de voltarem às ruas

Uma decisão polêmica pode deixar sem tratamento centenas de jovens que são dependentes químicos e que, hoje, contam com o trabalho desenvolvido nas comunidades terapêuticas para se libertarem do vício do álcool e de outras drogas. A juíza federal Joana Carolina Lins acatou o pedido da Defensoria Pública de 5 Estados e da própria Defensoria Pública da União para que esses adolescentes deixem as comunidades e passem a ser atendidos na Rede de Atenção Psicossocial mantida pelo SUS. A decisão também determina o fim do repasse financeiro federal para as comunidades terapêuticas.

Só em Teresina são cerca de 120 jovens em tratamento de recuperação na Fazenda da Paz, Casa do Oleiro, Casa de Ester e Shalom. Nesses lugares, eles recebem acompanhamento médico, estudam e trabalham e alcançam um bom percentual de reabilitação. Fechar essas comunidades, que são as únicas que efetivamente agem na recuperação desses menores é um desastre social porque vai levar os jovens que precisam de um acompanhamento de volta para as ruas e para o contato com as drogas.

Segundo a decisão judicial, alheia à realidade social de como funciona o tratamento de recuperação de jovens em situação de drogadição, esse acompanhamento deve ser feito pela Rede de Atenção Psicossocial mantida pelo Ministério da Saúde que, na prática, não funciona. Ou, pelo menos, não como deveria, segundo profissionais de saúde mental ouvidos pela coluna.

A droga é hoje um dos maiores problemas sociais porque é porta de entrada para vários crimes. Acabar com um tratamento que vem dando resultados positivos é desastroso.

Último dia para pagamento da taxa do Enem

Os candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) têm até hoje, 19, para pagar a taxa de inscrição no valor de R$ 85. As inscrições encerraram na última quarta-feira.  Este ano, o Enem teve 4 milhões de inscritos, um número 44% menor que no ano passado.

As provas digitais e impressas serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro. No dia 21 serão feitas as provas de linguagem, ciências humanas e redação, já no dia 28 será a vez das provas de matemática e ciências da natureza. Os candidatos que ainda têm alguma dúvida sobre o concurso podem tirar, acessando o site: https://enem.inep.gov.br/participante/

O Enem é o exame que dá acesso a uma vaga nas universidades públicas por meio do Sisu e também às universidades privadas através do Prouni. O exame também é aceito para o ingresso em 50 universidades portuguesas

 

Posts anteriores