Cidadeverde.com

O que Bolsonaro vai deixar para o Piauí?

O presidente Jair Bolsonaro chega amanhã ao Piauí para participar das comemorações do aniversário de Parnaíba, no norte do Estado.Ele vem a convite do Prefeito Mão Santa e, na ocasião, será homenageado pela Fecomércio com a inauguração de uma escola militar que leva seu nome. Depois de tratar os nordestinos de forma jocosa como "paraíbas", Bolsonaro está tentando consertar o estrago com visitas aos estados da região. Já esteve na Bahia, em Pernambuco e, agora, no Piauí.

Consta também da agenda do presidente um sobrevoo ao projeto Tabuleiros Litorâneos, de produção irrigada de frutas. Em outra ocasião, o presidente declarou que pretendia transformar o projeto piauiense em uma segunda Petrolina, em alusão à produção de frutas existente na cidade pernambucana. É o que esperam os piauienses, pois de nada adiantará sua vinda para cá se não ficar algo de concreto para ajudar o Piauí, um dos estados mais pobres da federação e que, por isso mesmo, merece uma atenção diferenciada em aporte de verbas e obras públicas para tentar diminuir a grande desigualdade social existente com relação aos estados do sul e sudeste.

Nos últimos dias, o presidente tem sido manchete muito mais pelo que fala do que pelo que faz. Está na hora de ele tomar consciência de que declarações desastrosas não ajudam em nada o seu governo, pelo contrário. Além de acirrar os ânimos já exaltados entre esquerda e diretia, que só prejudicam o país, deixa-se de focar no que é essencial. O Brasil tem pressa em crescer, em alavancar o desenvolvimento e recuperar os milhões de empregos perdidos. A campanha eleitoral passou faz tempo e hoje Bolsonaro é presidente de todos os brasileiros e por eles deve trabalhar. De preferência, em silêncio.