Cidadeverde.com

Por que o ano que vem promete ser bem melhor

Já era quase madrugada de hoje quando a Câmara aprovou, por 345 votos favoráveis e 76 contra, a Medida Provisória da Liberdade Econômica - um conjunto de medidas para simplificar o ambiente de negócios, reduzindo a burocracia e permitindo novas possibilidades de contratação. A ideia é facilitar a vida de quem quer empreender no país para estimular o crescimento da economia e o surgimento de novos empregos. As estimativas apontam para a criação de 4 milhões de empregos em uma década.

O texto original enviado pelo governo continha 53 artigos, reduzidos a 20, depois de uma ampla conversa para retirar o que poderia comprometer a sua aprovação. Hoje, os deputados votam os destaques, que podem ainda alterar o texto original e, em seguida, a medida segue para o Senado, onde deverá ser aprovada até o dia 27 deste mês para não perder a validade.

Uma das principais novidades, e também uma das que mais geraram polêmica, foi a que permite o trabalho aos domingos e feriados. No caso do trabalho aos domingos, o trabalhador deve receber em dobro ou trocar por uma folga. A medida determina ainda que a cada quatro semanas, a folga deverá cair obrigatoriamente em um domingo. No texto original, a proposta era de um domingo de folga a cada sete trabalhados.

A Medida da Liberdade Econômica faz parte de uma construção que, aos poucos, vai ganhando forma no Brasil para recuperar a capacidade de investimento no país, com o estímulo à abertura de negócios para fazer o dinheiro circular e trazer de volta ao mercado milhões de brasileiros que encontram-se hoje desempregados. Junte-se a ela a Reforma da Previdência e a Tributária e, com certeza, o ano que vem será melhor que este.