Cidadeverde.com

BNB disponibiliza mais de R$ 1,5 bilhão para o Piauí

O Piauí deve receber um aporte de R$ 1,5 bilhão, oriundos do Banco do Nordeste, para fomentar o desenvolvimento no Estado. Os diretores do banco se reuniram ontem com entidades ligadas ao setor produtivo e com representantes do Governo do Estado e da Prefeitura de Teresina. Os recursos disponibilizados são do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste e devem ser aplicados já no próximo ano, com exceção para operações de infraestrutura.

Na reunião, ficou definida que a distribuição do dinheiro deve ser feita da seguinte forma:

-R$ 660 milhões: agricultura;

-R$ 315 milhões:  pecuária;

-R$ 55 milhões: indústria;

-R$ 55 milhões: agroindústria;

-R$ 15 milhões : turismo;

-R$ 410 milhões: comércio e serviços.

Além desses valores, há ainda a previsão de mais R$ 1 bilhão para infraestrutura do Estado. Em uma época de escassez de recursos, o anúncio de ontem veio como um sopro de esperança para o setor produtivo, nas suas mais diferentes áreas. A expectativa é que esse aporte de recursos, empregados na expansão dos negócios, ajude a aumentar a oferta de empregos.

 

Recuo

A pressão popular funcionou, pelo menos temporariamente. Os senadores recuaram da proposta de alterar as regras de prestação de contas eleitorais, o que abriria brecha para o Caixa 2 e dificultaria a punição em caso de captação ilícita de sufrágio. A proposta votada a toque de caixa pela Câmara era um tapa na cara de um novo Brasil que clama por transparência e ética na aplicação dos recursos públicos. A vigilância cívica ainda é uma das maiores conquistas da democracia.