Cidadeverde.com

Teresina adere ao Movimento Global pelo Clima

Em todo o mundo, a sexta-feira virou o dia oficial dos protestos em defesa do planeta Terra e da preservação do meio ambiente -movimento que começou com a adolescente Greta Thunberg, da Suécia. Teresina resolveu aderir ao movimento  e amanhã, a partir das 17h, na Praça Pedro II, realiza uma mobilização pelo clima. O movimento é coordenado pela Rede Ambiental Piauí.

Durante a manifestação, haverá apresentações artísticas e também pronunciamentos de estudiosos e pesquisadores da Embrapa, que falarão sobre os efeitos do aquecimento global e das queimadas nos Cerrados e de como esses fenômenos afetam a nossa produtividade, a exemplo do que acontece com as abelhas, e dos prejuízos na colheita do mel.

Os ativistas já não chamam mais de crise climática, mas de emergência climática, diante da urgência com o que o problema deve ser resolvido. E lembram da necessidade de limitar o aquecimento global a 1,5°C. A mobilização global pelo clima é um grito de alerta e também um pedido de socorro para que a população pare de destruir a natureza, deixando de realizar queimadas e assumindo um consumo consciente. Por outro lado, reclamam do poder público ações eficazes de preservação ambiental.

E não se trata apenas de um discurso de moderninhos que resolveram aderir à causa verde. As questões climáticas estão assumindo uma proporção assustadora, como revelaram os dados do Painel Intergovernamental da ONU, divulgados ontem. Segundo o relatório “ todos no mundo serão afetados pelas mudanças que estamos vendo”. Se nada for feito, teremos fenômenos mais frequentes e intensos de cheia e de seca, com temperaturas cada vez mais elevadas.