Cidadeverde.com

O que ( ou quem) está por trás dos aguapés

A imagem acima é chocante, mas, infelizmente, não é novidade. Vez por outra, o leito do Rio Poty fica coberto por um tapete verde, formado por aguapés que se alimentam do material orgânico despejado pelos esgotos que caem diretamente no rio, sem tratamento. Os aguapés são, portanto, consequência da poluição que está matando um dos nossos maiores recursos naturais.

Quando há chuva, eles são arrastados naturalmente pela correnteza. Em época de seca, como agora, a vegetação cobre completamente o leito do rio, sufocando a fauna aquática. É uma realidade triste porque revela como nosso rio vem sendo maltratado com o despejo de esgotos a céu aberto.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente vinha fazendo o manejo dos aguapés, mas o contrato com a empresa foi vencido e, para agilizar a sua renovação, a Seman está se valendo de uma organização social civil, a fim de proceder a limpeza e evitar um dano ainda maior aos peixes.

Mas os aguapés, como já se disse, são efeito, e não causa, do verdadeiro problema e, por isso, a Seman está organizando uma equipe para fazer uma fiscalização junto às vinte maiores empresas que fazem uso da água fornecida pela Águas de Teresina para identificar quais delas, e em que medida,  estão poluindo o rio. A equipe deverá contar com membros da própria secretaria, da Agência reguladora de águas do município – a Arsete- e da própria empresa Águas de Teresina. O resultado desse levantamento será encaminhado ao Ministério Público Federal para as providências cabíveis. E é bom mesmo que isso aconteça e que os responsáveis sejam punidos para que não venham a destruir um patrimônio natural da nossa cidade.