Cidadeverde.com

Nem o Delta escapou

O problema das manchas de óleo espalhadas pelo litoral nordestino vem agravando, em vez de diminuir. Alguns santuários de reprodução de animais marinhos e paraísos turísticos também já foram afetados. Na última quinta-feira, véspera do feriadão da República, a Secretaria do Meio Ambiente declarou que a praia de Atalaia estava imprópria para banho, mas os turistas que já haviam programado viagem para lá não deram muita importância ao alerta e se arriscaram a entrar no mar.

No sábado, manchas de óleo também foram vistas nas praias da Pedra do Sal, em Parnaíba, e no Peito de Moça, em Luís Correia. Pior: a presença do óleo já foi encontrada também no Delta do Parnaíba, o único Delta em mar aberto das Américas, rico em biodiversidade e berçário de muitas espécies animais.

Pescadores, catadores de caranguejo e ambientalistas estão receosos de que o óleo contamine os manguezais. O quadro despertou a ação da Marinha, Ibama e ICMBIO, que passaram a monitorar com mais frequência as praias piauienses. Ontem estava sendo aguardado um navio da Marinha para fazer uma patrulha ao longo da costa. Muitas pessoas que estão ajudando na limpeza, porém, ainda aguardam o envio dos Equipamentos de Proteção Individual, indispensáveis para o trabalho de remoção dos pontos de óleo.