Cidadeverde.com

Progressistas cacifa seu caminho rumo ao Karnak

A posse do deputado Bessah, ontem, na Assembleia Legislativa, mexe com a composição de forças no plenário daquela Casa. Agora, o Progressistas – partido de Bessah – passa a contar com a maior bancada da ALEPI. É que além dele, que passou de suplente a efetivo, a deputada Belê Medeiros, do mesmo partido, assumiu a vaga de suplente que estava sendo ocupada por Bessah.

Além dos dois, o Progressistas conta ainda com os deputados Júlio Arcoverde (presidente estadual da sigla), Wilson Brandão, Lucy Soares, Hélio Isaías e Firmino Paulo. Isso reforça a briga do partido pela vaga de vice-presidente da Assembleia, aberta com a morte do deputado Fernando Monteiro, em dezembro do ano passado.

O Progressistas também vai se fortalecendo para disputar a sucessão estadual em 2022. O senador Ciro Nogueira já manifestou publicamente seu interesse em concorrer ao governo do Estado e declarou que deve se licenciar do Senado para acompanhar de perto as eleições municipais deste ano. A meta é fortalecer o partido em todo o interior para dar robustez à sua candidatura.

Por enquanto, o Progressistas é aliado do governador Wellington Dias (PT), com exceção da deputada Lucy Soares, que se mantém independente e faz duras críticas ao modelo administrativo do petista. Mas todo mundo sabe que a aliança Progressistas / PT tem prazo de validade. E ele expira com o início da campanha eleitoral para o governo do estado.