Cidadeverde.com

Corrida contra o tempo

Uma preocupação constante dos médicos que estão na linha de frente do atendimento a pacientes nestes tempos de coronavírus é a demora na confirmação dos casos, o que acaba por retardar o isolamento necessário das pessoas que tiveram contato com o paciente infectado. E esse isolamento é crucial para determinar o tamanho da crise que iremos administrar.

Nem o Piauí, nem qualquer outro estado brasileiro dispõe de uma rede de saúde que suporte uma grande demanda de  pacientes ao mesmo tempo. Se essa realidade provocou o colapso no sistema de saúde da Itália, um país de primeiro mundo, imagine no Brasil. Muita gente por aqui ainda não percebeu a gravidade do problema e acha que tudo não passa de alarmismo. É preciso que fique bem claro que não se trata de alarmismo, mas de prevenção, a única arma de que dispomos no momento.

Com um número escasso de testes para o coronavírus, a estratégia de realizar primeiro todos os outros testes para influenza para, só depois da negativa destes, realizar o teste definitivo, leva a um atraso considerável na medida profilática com relação a outras pessoas que tiveram contato com o infectado. E assim a doença vai se espalhando em progressão geométrica, fugindo ao controle dos agentes de saúde.

O isolamento social e a higiene pessoal são medidas que devem ser levadas ao extremo neste momento em que ainda é possível fazer alguma coisa. Se essa barreira epidemiológica não for feita com segurança agora, só nos restará chorar pelo tempo perdido mais na frente.