Cidadeverde.com

Testagem aleatória e sanitização: novas armas da Prefeitura contra a covid-19

O presidente da Organização Mundial da Saúde insiste que um dos caminhos para combater a covid-19 é testar, testar e testar para identificar as pessoas infectadas pelo vírus e isolar essas pessoas, diminuindo a velocidade da propagação da doença. É o que tem sido feito com certo grau de sucesso pela Alemanha, que tem conseguido manter os índices de mortalidade a níveis abaixo dos de seus vizinhos europeus.

A Prefeitura de Teresina resolveu apostar na testagem para ter uma  plataforma de dados ampliada, a partir de uma amostra  aleatória, com bases estatísticas, e obter uma noção mais precisa do percentual e localização de infectados. A prioridade, como recomendam os protocolos do Ministério da Saúde e OMS, continuará a ser o das pessoas que tiveram contatos com infectados, bem como os profissionais de saúde.

A testagem por amostragem, que deve ser iniciada esta semana, seria um acréscimo ao que já vem sendo feito hoje.  Uma base ampliada de informação para que as equipes de saúde possam nortear o seu trabalho. O governo federal comprou 10 milhões de testes da China que devem chegar por estes dias ao Brasil e serão distribuídos entre estados e municípios. A estimativa é que Teresina receba cerca de 20 mil testes.

Sanitização

Outra estratégia que será adotada a partir desta semana é a sanitização de espaços públicos, um trabalho de higienização com produtos específicos para reduzir a presença de microorganismos nocivos à saúde pública – no caso, o coronavírus. A aplicação será feita com uma solução de água e hipoclorito de sódio, a uma proporção de 4%, em bombas costais, caminhões pipa e carros fumaceiros.

A ideia é fazer essa aplicação de duas a três vezes na semana, com foco nas paradas de ônibus, praças, parques, canteiros centrais de grandes avenidas e áreas públicas com intenso fluxo de veículos.

Todas essas ações são importantes, mas o isolamento social continua sendo imprescindível, especialmente agora quando irá começar o pico da doença, com um aumento exponencial de casos. E que não se enganem os incrédulos: a covid-19 não atinge apenas idosos. Jovens de todas as idades também estão sendo acometidos pela doença, que precisa de uma boa dose de informação, prudência e paciência para ser vencida.