Cidadeverde.com

Comitê Municipal diz que não há condições técnicas para reabertura das atividades

Após uma reunião virtual realizada ontem à noite, o Comitê Gestor de Operações Especiais da Prefeitura de Teresina para enfrentamento à Covid-19 chegou à conclusão que não há condições técnicas para uma reabertura das atividades econômicas neste momento. O principal motivo está na taxa de ocupação dos leitos de UTI, que ainda está oscilando entre 80% e 90%. No último final de semana, chegou a haver fila de espera por uma vaga.

Estado e município estão trabalhando em conjunto para oferecer mais 130 leitos, incluindo aí os do Hospital de Campanha que está sendo montado ao lado do HUT, somente para leitos de UTI. Mas há outras dificuldades, como a carência de equipes médicas treinadas para atender em todas as unidades. À medida que o número de leitos de UTI vem crescendo, cresce também a demanda por profissionais especializados. E há ainda as baixas motivadas pelos profissionais que adoecem, contaminados pelo novo coronavírus, além daqueles que estão afastados por se encontrarem no grupo de risco.

Há ainda um outro complicador. Em todo o Brasil, e aqui também no Piauí, está havendo dificuldade para aquisição dos sedativos necessários para fazer a entubação dos pacientes mais graves que precisam de respirador. São angústias que acompanham os médicos diariamente no atendimento aos pacientes internados com falta de ar.

Os novos leitos de UTI do Hospital de Campanha ao lado do HUT devem ser entregues ainda este mês. Mas ainda precisa resolver estas outras questões para  uma reabertura com segurança, avalia o Comitê.