Cidadeverde.com

MP cobra plano de ação da Justiça para conter Covid-19 nos presídios

O Ministério Público se reuniu ontem, virtualmente, com representantes das Secretarias de Justiça, Saúde e Segurança Pública do Estado para traçar um plano de ação que evite a propagação do novo coronavírus no sistema prisional. O receio dos promotores é de que a introdução do vírus nos presídios se alastre de forma incontrolável, em razão da superlotação das celas, com a aglomeração de presos em espaços pequenos e pouco ventilados.

A promotora Luana Azeredo advertiu sobre a necessidade da realização da testagem prévia nos detentos que estão ingressando nos presídios e o imediato isolamento daqueles que testarem positivo, por um período mínimo de 14 dias.

O Secretário de Justiça Carlos Edilson informou aos promotores que recebeu 500 testes da Secretaria de Saúde e mais 600 do Departamento Penitenciário Nacional. E que, além disso, está adquirindo um lote de 5 mil testes rápidos, com recursos próprios, e que solicitou mais 1 mil testes à SESAPI.

Outra providência já adotada pela Secretaria de Justiça foi a definição de um pavilhão do Centro de Detenção Provisória de Altos para colocar em isolamento os presos que testarem positivo para a Covid-19. O secretário também se comprometeu a apresentar, até o final desta semana, um planejamento para enfrentamento da pandemia no sistema prisional do Piauí.