Cidadeverde.com

Uso inadequado de máscaras pode causar acne no rosto

De tão necessárias para a prevenção da Covid-19, elas se tornaram até objeto de lei. Ninguém pode sair de casa sem máscara. Este é o novo normal para se proteger e proteger os outros. Mas o uso constante desse equipamento já começa a deixar algumas marcas no rosto. Com a face coberta por muito tempo, a pele fica sem respirar. Resultado: aumenta a oleosidade e, como consequência, vem junto a indesejável acne.

Se a pessoa passa muito tempo sem trocar a máscara, o tecido tende a ficar úmido e essa umidade acaba passando para a região do queixo, nariz e do buço. E aquelas marcas que tanto incomodavam na adolescência voltam a aparecer.

A dermatologista Andressa de Deus diz que qualquer coisa que provoque a obstrução dos poros favorece o surgimento de acne. E, já que as máscaras serão nossas companheiras ainda por um bom tempo, a médica dá algumas orientações para evitar que elas deixem marcas no rosto.

Dra. Andressa de Deus

 

A recomendação é:

-Usar máscaras de um tecido de algodão que permita que a pessoa possa respirar com mais facilidade;

-Trocar a máscara assim que perceber que ela esteja úmida;

- Usar hidratante próprio para o rosto (aqueles indicados para pele oleosa);

-Lavar o rosto 3 vezes ao dia com sabonete neutro;

Caso a acne se forme, a pessoa deve procurar o dermatologista para tratar o problema porque ele pode se agravar e desenvolver uma dermatite. E, por fim,  nunca tentar remover a acne por conta própria ou usando soluções caseiras, que podem prejudicar ainda mais a saúde da pele