Cidadeverde.com

TCDF investiga doação de Ibaneis ao município de Corrente

Foto: site da prefeitura

Corrente, a cerca de 900 km ao sul de Teresina, virou notícia nacional depois que o Tribunal de Contas do Distrito Federal abriu processo de investigação sobre o envio de 22.500 Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) pelo governo do Distrito Federal ao município piauiense. A remessa de ajuda a um município brasileiro em meio a uma pandemia poderia ser considerada normal se o governo do Distrito Federal não estivesse sob suspeita na gestão de recursos públicos no enfrentamento à Covid-19.

O governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha, do MDB, passou parte da sua infância em Corrente e tem interesses políticos por lá. Em sua defesa, o governador disse que enviou os EPIs ao Piauí porque se os casos de Covid-19 agravassem por aqui, os pacientes iriam procurar socorro lá em Brasília. O que chama a atenção, no entanto, é que esses equipamentos estão em falta nos próprios hospitais do DF, segundo denúncia dos médicos que trabalham nesses hospitais.

O Secretário de Saúde do DF, Francisco Araújo, responsável pela distribuição de EPIs, foi preso na última terça-feira, acusado de causar prejuízos aos cofres públicos. O DF encaminhou doou 10 mil pares de luvas, 12,5 mil máscaras e 240 litros de álcool em gel. Uma doação que, para o TCDF, pode ir muito além de uma simples ajuda humanitária.