Cidadeverde.com

Começa uma nova batalha

Numa disputa acirrada para o Palácio da Cidade, o primeiro turno das eleições municipais terminou ontem com a definição de que os eleitores irão às urnas novamente no segundo turno para escolher o futuro prefeito de Teresina entre os candidatos Dr. Pessoa, do MDB, e Kléber Montezuma, do PSDB.

Dr. Pessoa obteve 34,53% dos votos válidos, o que corresponde a 142.769 votos, enquanto Kléber Montezuma ficou com 26,70%, ou 110.395 votos – uma diferença de 7,83%. A grande surpresa nesta eleição, sem dúvida, foi o desempenho da candidata Gessy Fonseca, do PSC, que teve seu nome lançado de última hora, era praticamente desconhecida da população e conquistou o terceiro lugar na disputa, com 12,14% dos votos. Ela passa a ser a noiva cobiçada deste segundo turno. Desembaraçada, com um discurso em favor do empreendedorismo, ela é jovem, fala bem e soube se posicionar.

De outro lado, surpreendeu negativamente o baixo desempenho do Deputado Fábio Abreu. Deputado Federal, ex-Secretário de Segurança, ele já tinha um nome conhecido na cidade com cargo e mandato de alta visibilidade, mas viu sua candidatura se desidratar e acabou ficando com o quinto lugar na disputa, atrás do deputado estadual Fábio Novo, do PT.

Agora, começa uma nova eleição. É hora de buscar novos apoios e tentar conquistar os votos que no primeiro turno foram para os outros onze candidatos que disputaram o pleito. Mesmo com a declaração de apoio dos candidatos derrotados, a migração de votos não é tão simples e automática, mas, inegavelmente, tem um peso importante. Neste segundo turno, é bom lembrar, já não há o empenho maciço dos candidatos a vereador, por isso os candidatos majoritários têm que suar a camisa para evitar uma abstenção ainda maior do que a registrada no primeiro turno, que foi de 20%