Cidadeverde.com

Brasil vive 2ª onda da Covid, diz pesquisador da USP

O pesquisador Domingos Alves, do Laboratório de Inteligência em Saúde da Faculdade de Medicina da USP, em Ribeirão Preto, faz um alerta importante: “O Brasil está vivendo a segunda onda da Covid-19”.  E ele fala isso com propriedade. Domingos é um dos responsáveis pelo Portal Covid-19 Brasil.

A conclusão do pesquisador se baseia no crescimento da taxa de reprodução do vírus, a Rt. Quando essa taxa fica acima de 1, como agora, significa que o vírus está se espalhando em grande proporção. Atualmente, o Brasil registra Rt de 1,1, o que equivale dizer que cada 100 pessoas infectadas espalham para outras 110 e, assim, sucessivamente. Os números podem ser ainda maiores do que os que são apresentados, segundo o pesquisador, porque ainda há uma grande subnotificação.

O observatório olha com bastante atenção para a média móvel de casos, porque ela vai além do momento e mostra uma tendência. Domingos Alves diz que o Brasil se assemelha aos Estados Unidos nesta, como na primeira onda. E que o caminho natural para controlar a doença é a testagem em massa e o rastreamento dos infectados. Essa é a responsabilidade dos governos. Quanto à população, cabe a cada cidadão manter o distanciamento social, usar a máscara corretamente sempre que sair de casa e higienizar as mãos com frequência.

O relaxamento, especialmente dos mais jovens e das classes A e B, tem levado a um aumento no número de internações nas redes pública e privada de saúde de São Paulo e do Rio de Janeiro. Os contatos sociais feitos em momentos de lazer, quando as pessoas descuidam, tiram a máscara e se mantêm próximas umas das outras são hoje um grande fator de risco.