Cidadeverde.com

Antigo prédio do Meduna será reformado para servir à cultura

 

O Sanatório Meduna, que durante muito tempo foi referência no atendimento psiquiátrico em Teresina, está passando por reforma e deve atender agora a novas funções. O reitor da Universidade Federal do Piauí, professor Gildásio Guedes, esteve visitando o local para que seja adaptado e passe a funcionar como um Centro Cultural ou mesmo um novo Parque Tecnológico da UFPI.

A antiga capela foi cedida em regime de comodato, durante vinte anos, para a Arquidiocese de Teresina. Ela está sendo totalmente recuperada e, depois de pronta, passará a se chamar Capela Universitária São João Paulo VI, com um novo acesso por dentro do shopping que fica ao lado. O trabalho de recuperação deve durar três meses.

O antigo Sanatório Meduna, fundado pelo Dr. Clidenor de Freitas Santos, possuía 120 leitos para tratamento de pacientes psiquiátricos. Com o fim da instituição, parte da enorme área que abrigava o Sanatório foi vendida para um empreendimento particular, onde foi construído um shopping center.

Parte da construção que incluía a capela e o hospital estavam abandonadas e sendo depredada por vândalos. Com esse projeto da UFPI, os prédios terão um novo destino e serão ocupados com ações religiosas e culturais. Uma boa iniciativa para regatar a memória de um prédio que faz parte da história de Teresina.