Cidadeverde.com

Operação apura fraude de R$ 3 milhões em rede de restaurantes

Foto: Arquivo CV

Uma operação do Grupo Interinstitucional de Combate aos Crimes Contra Ordem Tributária deflagrou operação hoje para apurar fraude estimada, até o momento, em R$ 3 milhões por sonegação de ICMS. O grupo está cumprindo 11 mandados de prisão e 4 de busca e apreensão, expedidos pela 10ª Vara Criminal de Teresina.

A investigação descobriu que um casal proprietário de uma cadeia de restaurantes de culinária japonesa, cujos nomes não foram divulgados, abria diferentes estabelecimentos em nome de laranjas para sonegar impostos e fraudar o sistema SIMPLES. Marido e mulher são acusados da prática de lavagem de dinheiro e de operar uma organização criminosa.

Para o fisco, cada uma das lojas do grupo se apresentava com um responsável legal distinto. Mas a investigação demonstrou que todas pertenciam ao mesmo casal, que usava laranjas para abrir diferentes empresas e contas bancárias. Houve tentativa de obstrução criminal, o que levou ao pedido de prisão preventiva dos envolvidos.

A Operação envolve o Ministério Público, Polícia Civil, Secretaria da Fazenda, Procuradoria Geral do Estado.