Cidadeverde.com

Comitê Científico recomenda que governadores negociem diretamente com fornecedores de vacina

O Comitê Científico do Nordeste para enfrentamento à Covid-19 divulgou um documento em que externa extrema preocupação com o avanço da doença na região e em todo o Brasil. Para os pesquisadores que orientam as decisões do comitê, a gravidade da segunda onda é severa e, por isso, os gestores devem tomar medidas duras para evitar o colapso provável com a continuidade da aceleração do número de novos casos de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Entre as recomendações, está a de que os governadores negociem com fornecedores de vacinas que já tenham a segurança e eficácia comprovadas na fase 3 dos estudos clínicos, com o aval da Anvisa. E vão ainda mais longe, ao proporem que vacinas já aprovadas por organismos internacionais de reconhecida credibilidade, como o FDA americano e o CDC europeu, sejam considerados para uso emergencial, antes mesmo da aprovação da Anvisa.

O Comitê é formado por renomados pesquisadores e tem servido como orientador nas decisões dos governadores nordestinso. Neste documento, divulgado ontem à noite, os pesquisadores mostram preocupação e recomendam várias medidas, além das que dizem respeito às vacinas. Entre as medidas propostas, estão:

  1. Implantação de laboratórios nos aeroportos, com capacidade para realização de testes por RT-PCR e resultados emitidos em até 4h;
  2. Exigência de apresentação de atestados dos visitantes da ausência de infecção, por meio de exames realizados até 48h antes do embarque;
  3. Implantação de stands sanitários nos aeroportos, com pessoal capacitado para orientar os visitantes e aferir a temperatura;
  4. Quarentena de 14 dias para turistas que não apresentarem atestado;
  5. Lockdown de 14 dias para todas as cidades que estiverem com taxa de ocupação dos leitos de UTI superior a 80% e RT ( taxa de transmissibilidade do vírus) acima de 1;
  6. Proibição forma de eventos comemorativos de fim de ano;
  7. Fechamento de praias, parques e outros espaços que possam provocar aglomerações.

Em uma medida mais radical, o Comitê chega a propor que os governadores se dirijam às autoridades federais competentes, e até mesmo ao STF se for preciso, para solicitar o fechamento do espaço áereo brasileiro para voos internacionais, caso a situação se agrave ainda mais nos próximos dias e semanas. É um recado duro, emitido por quem está estudando o assunto desde o início da pandemia. Que sirva de alerta para quem ainda continua brincando com a doença.

Confira todas as recomendações desta edição e os dados atualizados da pandemia por estado no site https://www.comitecientifico-ne.com.br/