Cidadeverde.com

Festejo da Gruta de Betânia é suspenso por causa da pandemia

Os festejos de Nossa Senhora de Lurdes, na Gruta da Betânia, foram suspensos este ano para evitar aglomerações que possam contribuir para acelerar ainda mais a propagação do novo coronavírus. Tradicionalmente, uma multidão estimada em 15 mil pessoas se reúne na gruta durante os dias 10 e 11 de fevereiro para homenagear Nossa Senhora.

A gruta da Betânia, localizada a 46 km ao sul de Teresina, é considerada o segundo maior santuário do Piauí, ficando atrás apenas de Santa Cruz dos Milagres. Romeiros de várias partes do Estado se deslocam para lá em uma demonstração de fé e devoção à Santa.

A gruta é mantida por uma família e sua administração é compartilhada com a Arquidiocese de Teresina. De comum acordo com a Igreja, a família decidiu suspender a visitação este ano, por causa da pandemia, que ainda apresenta números altos no Piauí, com uma curva ascendente de novos casos e mortes.

A orientação da Igreja é que, para que a data não passe em branco, os fiéis celebrem em casa. Cada família se reúne para rezar o terço, estendendo uma faixa ou bandeira azul. É mais uma tradição interrompida em função da Covid-19. Neste fim de semana, seria comemorado o carnaval, mas também esta festa está suspensa para evitar a reunião de muitas pessoas em um mesmo espaço. A pandemia conseguiu suspender o sagrado e o profano a um só tempo em nome da preservação de vidas humanas.