Cidadeverde.com

Fazenda da Paz realiza campanha solidária para continuar funcionando

Depois de 27 anos atuando com um belo trabalho de reabilitação de dependentes químicos, a Fazenda da Paz pede socorro para continuar atuando em uma área extremamente necessária no Piauí. Em fevereiro deste ano, a Prefeitura de Teresina cortou o repasse financeiro que era feito à instituição que, agora, sobrevive apenas com as doações e a comercialização dos produtos fabricados na oficina terapêutica da Fazenda, como cajuína, doces e castanha de caju.

De lá para cá, a coordenação da Casa tem enfrentado muitas dificuldades e já foi obrigada a dispensar 60 colaboradores. Hoje, a Fazenda da Paz está abrigando cerca de 200 pessoas, não apenas para tratar a dependência química, mas para oferecer cursos profissionalizantes, a fim de reinserir essas pessoas no mercado de trabalho para que elas possam levar uma vida digna ao deixar a Oficina.

Criada em 1994 pelo Padre Pedro Balzi, com o apoio da Arquidiocese de Teresina, a Fazenda é administrada atualmente pelo terapeuta Célio Luz. A droga é um dos maiores problemas enfrentados em Teresina. Ela costuma ser a porta de entrada para a maioria dos crimes cometidos na cidade. Tratar os dependentes, capacitá-los profissionalmente e recolocá-los no mercado de trabalho é tarefa da mais importantes e necessárias. Além da questão humanitária, trata-se também de uma questão de segurança pública.

Por isso, foi lançada a campanha PIX Solidário. As pessoas podem doar qualquer quantia a partir de R$ 5 para ajudar a manter esse importante serviço social que já não dispõe de qualquer auxílio oficial. A chave do PIX é o CNPJ da Fazenda: 01 834 051 0001 81