Cidadeverde.com

O perigo na porta de casa

A semana mal começou e já temos o registro de dois policiais atingidos por arma de fogo na porta de casa em Teresina. Ontem à tarde foi um policial federal aposentado que estava visitando parentes na zona leste, quando foi abordado por três assaltantes. Ao reagir, foi alvejado por um dos bandidos, que fugiram em seguida. Hoje de manhã, um policial militar foi morto na porta de casa ao voltar do trabalho.

O assalto às vítimas na porta de casa está cada vez mais frequente na capital. Até mesmo em porta de condomínios, como aconteceu recentemente com o Superintendente do Ibama, San Martin Linhares, na movimentada Avenida Marechal Castelo Branco. Aliás, já não há mais qualquer receio ou preocupação dos assaltantes em procurar uma rua mais discreta ou silenciosa. Sem se importar com o movimento à volta, eles atacam a primeira vítima ao alcance do olho.

O momento é de ficar em casa, recomendam as autoridades de saúde. Mas como ter a tranquilidade para permanecer em casa, se estamos constantemente ameaçados pela mira de um revólver? Quantos mais precisarão morrer até que tenhamos uma ação efetiva da polícia e da justiça? Sim, porque diariamente a polícia civil está prendendo marginais que são postos em liberdade na semana seguinte – alguns com tornozeleira eletrônica – e voltam a praticar os mesmos crimes, ou até piores. Precisamos de mais policiais militares nas ruas em rondas ostensivas e de um trabalho da justiça para que esses criminosos cumpram suas penas integralmente.