Cidadeverde.com

Equipes multiprofissionais deixam de atender na atenção básica de Teresina

Os profissionais que compõem as equipes multiprofissionais da atenção básica à saúde em Teresina foram surpreendidos com a informação recebida pela FMS de que essas equipes deixariam de existir. Formados por fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, assistentes sociais e educadores físicos, esses núcleos trabalhavam, primordialmente, na prevenção ao adoecimento, mas também no tratamento dos casos encaminhados pela Estratégia Saúde da Família.

Esta semana, eles foram remanejados para atendimento nos hospitais e a população deixou de contar com o serviço que era feito por eles nas Unidades Básicas de Saúde, e até mesmo nos domicílios, em alguns casos específicos.

As equipes multiprofissionais foram instituídas em Teresina no ano de 2013. Eram apenas 3 em toda a cidade e contavam com cerca de 18 profissionais, que sonhavam com a ampliação desses núcleos para todo o município. Ao invés disso, eles foram dissolvidos.

A presidente do Sindicato dos Fisioterapeutas, Auriane Coutinho, explica que a equipe tinha uma atuação bastante intensa, especialmente durante a pandemia, no atendimento às sequelas pós-Covid.

O presidente da FMS, médico Gilberto Albuquerque, explicou que o remanejamento dos profissionais para os hospitais municipais ocorreu porque o governo federal acabou o programa que mantinha essas equipes na atenção básica, denominado PMAQ – Programa Nacional de Melhoria do Acesso e de Qualidade da Atenção Básica. Ele adiantou que estão sendo estudadas novas diretrizes de atendimento, em um modelo que deverá substituir o PMAQ, para serem implantadas no segundo semestre deste ano.