Cidadeverde.com

Mesmo com pandemia, HGV realiza segunda cirurgia cardíaca

Diretor do HGV, Osvaldo Mendes

Mesmo com o atendimento a pacientes vítimas da Covid-19, o Hospital Getúlio Vargas segue avançando nas cirurgias de outras doenças. Hoje foi realizada a segunda cirurgia cardíaca no HGV. O paciente é um homem de 76 anos, que sofreu um infarto agudo do miocárdio e teve que colocar duas pontes de safena e uma mamária. A cirurgia foi bem sucedida e ele está se recuperando na UTI. Esta é uma cirurgia de alta complexidade e necessita ser realizada em um hospital de grande porte como o Getúlio Vargas.

Ainda neste sábado, foram realizados mais 34 procedimentos cirúrgicos em regime de mutirão. A intenção do diretor do hospital, médico Osvaldo Mendes, é realizar mutirão todos os finais de semana, a fim de reduzir a fila de espera por cirurgias eletivas – aquelas que não são consideradas de urgência.

A realização dos mutirões, no entanto, vai depender do comportamento da pandemia. O diretor segue acompanhando a situação epidemiológica do Estado, que voltou a ficar vermelho no mapa, com o aumento no número de mortes e internações por Covid. O Piauí é um dos sete Estados brasileiros que está com a taxa de ocupação de leitos de UTI acima de 90%