Cidadeverde.com

Focos de queimada este ano já superam em quase 90% das ocorrências de 2020

As queimadas, tão comuns no segundo semestre do ano, trazem danos não apenas ao meio ambiente, mas também à rede elétrica. No ano passado, foram registradas mais de 530 ocorrências de interrupção à energia, decorrente de focos de incêndio. Este ano, só nos primeiros 6 meses já foram registradas 478 ocorrências, quase 90% o total de todo o ano de 2020.

Teresina é, de longe, a cidade com maior registro desse tipo de problema até agora, com 292 casos. A segunda cidade é Parnaíba, mas com um número bem inferior: 22. Os focos de fogo destroem a mata, comprometem a qualidade do ar, causam problemas respiratórios e ainda podem danificar as estruturas e cabos condutores, prejudicando o fornecimento de energia elétrica. Os prejuízos causados à rede elétrica - dependendo da intensidade e da forma como foram causados - podem, inclusive, configurar crime.

As orientações da companhia de eletricidade para evitar problemas dessa natureza, são:

- Evitar acender fogueira próximo à mata e postes com fiação elétrica;

- Não jogar pontas de cigarro acesas próximo à vegetação;

- Apagar cinzas de fogo com água para evitar que o vento as leve para a mata;

- Não colocar fogo em terrenos baldios ou lixões;

- Realizar aceiros em queimadas orientadas para evitar o risco de propagação das chamas.

Ao menor sinal de que o fogo saiu do controle, chamar imediatamente o Corpo de Bombeiros e, se estiver próximo à fiação elétrica, acionar a Equatorial Energia para evitar a interrupção no fornecimento de energia.