Cidadeverde.com

Fogo se espalha em vários pontos do Estado

 

O Piauí vive um momento preocupante com o surgimento de focos de incêndio em diferentes pontos do Estado. Começou na região de Pedro II e Milton Brandão, próximo à divisa com o Estado do Ceará. O incêndio por lá durou vários dias até ser controlado.

Logo depois, um outro incêndio, ainda maior, avançou pela área da Serra da Capivara em São Raimundo Nonato. As chamas chegaram a 8km do Parque Nacional que guarda as pinturas rupestres mais antigas da América – um patrimônio natural da humanidade reconhecido pela Unesco.

Só ontem, com a chegada de aeronaves ao local, o fogo foi mantido sob controle, pelo menos na área que dá acesso ao Parque. Algumas comunidades ainda continuam em alerta. Uma aeronave fez o trabalho de pulverização, enquanto a outra monitora toda a extensão do município para identificar focos remanescentes ou possíveis novos focos.

Aeronave de combate a incêndio em São Raimundo Nonato

 

Ainda no final de semana, o fogo atingiu o Brejo da Atalaia, em Santa Filomena. A Secretaria Estadual do Meio Ambiente informa que é comum a ocorrência de incêndios no segundo semestre do ano, quando o clima fica extremamente quente e seco, com a presença de ventos fortes que ajudam a espalhar as chamas. Só que este ano os focos começaram mais cedo que o normal.

Incêndio em Santa Filomena

O Corpo de Bombeiros conta com uma estrutura precária, com deficiência de homens e equipamentos. Em São Raimundo Nonato, por exemplo, não existe unidade do Corpo de Bombeiros. E, para completar, ainda persistem práticas de risco no preparo da terra para o plantio. As queimadas costumam fugir ao controle nesta época, provocando os desastres a que estamos assistindo.