Cidadeverde.com

Produtores do Cerrado pedem ajuda federal para recuperar estradas

Os produtores de soja da região do cerrado piauiense se reuniram ontem com o Ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, no município de Sebastião Leal, para apresentar os números da produção e as dificuldades que o agronegócio vem enfrentando para escoar os grãos e transportar os insumos necessários à atividade.

Segundo o presidente da Aprosoja, Alzir Neto, o Piauí deve colher na próxima safra 6 milhões de toneladas de grãos. Ainda assim, diz ele, não há estradas de qualidade para transportar essa riqueza gerada no Estado. “Não aguentamos passar mais uma safra sem essas rodovias”, desabafou.

Os trechos mais críticos relatados ao Ministro foram a PI-247, que vai de Petrolina, passando por Sebastião Leal, Uruçuí e Ribeiro Gonçalves, e que se encontra bastante deteriorada, além da 392 e 397. Juntas, essas vias integram 25 municípios da região sul e formam um anel que cobre toda a produção, mas não apresentam condições de trafegabilidade, com apenas pequenos trechos asfaltados.

O Ministro Ciro Nogueira relatou que a bancada federal colocou R$ 100 milhões para a Transcerrados e que ainda nesta terça-feira irá apresentar o problema ao Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, para que resolva o problema no trecho da rodovia estadual que já está sob os cuidados da União.

Como destacou o presidente da Aprosoja, rodovias são sinônimo de desenvolvimento e não se pode pensar em um Piauí grande sem ter como transportar suas riquezas.