Cidadeverde.com

SALIPI começa na próxima segunda-feira

O Salão do Livro do Piauí, o maior evento literário do Estado, começa na próxima segunda-feira, no Espaço Rosa dos Ventos, na Universidade Federal do Piauí. Este ano, o Salipi celebra a 18ª e 19ª edições, já que no ano passado o Salão foi suspenso por causa da pandemia.

De 13 a 19 de dezembro, o público que gosta de literatura vai contar com uma programação diversificada, que inclui lançamentos de livros, pocket shows, exposições, palestras e shows. Os autores homenageados este ano são Graça Vilhena e Climério Ferreira.

Entre os convidados já confirmados, estão Fabrício Carpinejar, Zeca Baleiro, Raphael Montes, Aline Bei, José de Nicola e Ricardo Ramos Filho. O Salipi será presencial e on-line. As inscrições para quem quer participar podem ser feitas no site salipi.com.br

Com o sugestivo slogan: “Onde houver trevas, que eu leve livros”, o Salão do Livro Piauiense joga luz em mundo marcado pelo avanço do obscurantismo.

                                                          MAIOR CAJUEIRO DO MUNDO

Nem só de litígios fundiários vive o município de Cajueiro da Praia, no litoral piauiense. O que move os moradores nesta sexta-feira é uma questão para levantar a autoestima do lugar. A Prefeitura do Município realiza hoje de manhã  uma solenidade para apresentar as condições que estão levando o município a pleitear o ingresso no Guiness Book, o livro dos recordes. O local da cerimônia é a sombra do famoso Cajueiro Rei, uma atração turística local.

A cidade reivindica para si o título de detentora do maior cajueiro do mundo. Atualmente, esse título pertence ao município de Parnamirim, no Estado do Rio Grande do Norte. A árvore de lá cobre uma área de aproximadamente 8.500 metros quadrados. O cajueiro piauiense possui uma área de 8.880 metros quadrados.

Entre os requisitos para a entrada no Guinness World Records está a existência de documentos que comprovem a existência do cajueiro que pretende ser o maior de todos no planeta. Indiscutivelmente, é uma árvore bela e generosa que, vista do alto, parece uma pequena floresta.