Cidadeverde.com

FMS aguarda nota técnica para aplicar 3ª dose no intervalo de 4 meses

Apesar do anúncio da redução do intervalo entre a segunda e a terceira doses da vacina contra Covid, anunciado no último sábado pelo Ministro da Saúde Marcelo Queiroga, os teresinenses que já tiverem contemplado o tempo necessário ainda terão de esperar um pouco mais antes de tomar a dose de reforço.

O tempo de 5 meses entre a segunda e terceira doses foi reduzido de 5 para 4 meses, mas o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque, informou a esta coluna hoje cedo que a FMS precisa aguardar a publicação da nota técnica pelo Ministério da Saúde antes de disponibilizar a dose de reforço para os teresinenses que já tiverem completado os quatro meses da segunda dose.

A mesma coisa vale para a aplicação da vacina nas crianças com idade entre 5 e 11 anos, já aprovada pela ANVISA. Até que o Ministério publique a nota técnica e disponibilize uma quantidade maior de vacinas para Teresina, a cidade não pode aumentar a oferta, sob risco de faltar imunizante para o público que já está contemplado no calendário de vacinação.

Por enquanto, portanto, o anúncio só criou expectativa em quem está ansioso por receber a terceira dose para completar o esquema vacinal e obter maior proteção contra o coronavírus. Tão logo o Ministério se pronuncie sobre a remessa de doses adicionais, a FMS irá divulgar o novo calendário de vacinação.