Cidadeverde.com

ANVISA emite nota técnica sobre varíola dos macacos

Diante do crescimento do número de casos da Monkeypox, também conhecida como varíola dos macacos, e da expansão da doença em vários continentes, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA – emitiu nota técnica aos serviços de saúde com orientações sobre a forma de abordagem dos pacientes.

De acordo com a ANVISA, até o dia 20 de maio já havia 11 países com casos notificados. No Brasil, o Ministério da Saúde está notificando 3 casos suspeitos da doença. A nota técnica chama a atenção dos profissionais de saúde para três tipos de precaução.  A Precaução por Contato prevê o isolamento do paciente, uso de avental e luvas toda vez que o profissional tocar ou manipular pacientes, produtos e superfícies usados pelo mesmo.

A precaução por gotículas recomenda o isolamento do paciente, uso de máscara cirúrgica toda vez que o profissional de saúde for prestar assistência a distância inferior a 1 metro ou quando entrar no quarto do paciente.

A varíola dos macacos é uma zoonose viral, transmitida de animais para humanos, e apresenta sintomas semelhantes aos da varíola já conhecida, só que com menor gravidade.