Cidadeverde.com

Mesmo com alta taxa de transmissibilidade, COE não recomenda suspensão de aulas

A taxa de transmissão (Ro/Rt) para Covid-19 em Teresina está em 2,3, considerada muito alta porque significa que cem pessoas infectadas podem transmitir a doença para outras 230, mais que duplicando a transmissão da doença. Para que haja controle na propagação do vírus, essa taxa deve se manter abaixo de 1 por, pelo menos, duas semanas seguidas.

Na semana compreendida entre 12 e 18 de junho, o aumento do número de casos confirmados na capital foi de 126%. Só em Teresina, foram registrados 1107 casos, enquanto  em todo o Estado o registro foi de 133 casos. Os dados constam do boletim da 24ª Semana Epidemiológica de 2022. Os médicos costumam chamar a atenção, no entanto, para a subnotificação, especialmente em uma semana com um feriado seguido de ponto facultativo, quando os as redes de testagem e notificação tornam-se mais frágeis.

O lado positivo é que, apesar do aumento considerável no número de novos casos da doença, não há um crescimento correspondente ao número de internações hospitalares, em reflexo do avanço da imunização com as doses de reforço da vacina. O número de mortes também permanece baixo. A média semanal de mortes por Covid-19 na capital permanece em uma morte por semana.

 Levando-se em conta o número de internações e mortes pela doença, Teresina permanece na faixa verde. Diante disso, o COE decidiu que não há mais necessidade de fechar turmas, turnos ou escolas inteiras, frente à detecção de casos. As recomendações são para que as escolas adotem medidas como vacinação, ventilação de salas, distanciamento entre os alunos, uso de máscara, isolamento dos sintomáticos ou assintomáticos com teste positivo e quarentena de contatos, definidos pelo protocolo.