Cidadeverde.com

Projeto ambiental de Teresina é premiado na Polônia

Um projeto de Teresina que transforma restos de alimentos em adubo para plantas foi premiado ontem durante o Fórum Urbano Mundial, realizado pela Organização das Nações Unidas, em Katowice, na Polônia. A startup Somos de Sol, responsável pelo trabalho, receberá a quantia de 3 mil euros, equivalente a R$ 16.470, pela cotação desta sexta-feira. O Fórum reúne gestores e técnicos de 170 países para discutir sobre sustentabilidade urbana.

A startup Somos de Sol nasceu em 2021 e já atingiu a marca de mais de 5 toneladas de lixo orgânico compostados. Com isso, evitou a emissão de cerca de 3,8 toneladas de dióxido de carbono na atmosfera, gás responsável pela formação do efeito estufa, que agrava o aquecimento global com sérios desequilíbrios para a natureza, como chuvas extremas ou longos períodos de seca.

O projeto teresinense foi apresentado na Polônia pela arquiteta e urbanista Marina Fiuza, co-fundadora da Somos de Sol. Ela disse que o principal objetivo é reduzir a quantidade de gases nocivos à natureza. “O projeto também tem um víés educativo, pois realizamos palestras e pretendemos sensibilizar a população, empresas e governos sobre a importância da separação