Cidadeverde.com

Homem é preso duas vezes em menos de 24h

O cidadão piauiense tem justificada dificuldade em entender determinados fatos que acontecem no Piauí. Ontem à tarde, a polícia prendeu pelo segundo dia consecutivo o mesmo assaltante tentando invadir a mesma loja na Avenida Barão de Gurgueia. Na tarde da segunda-feira, ao tentar assaltar a loja, o bandido foi preso com uma arma de fogo. Logo em seguida, conseguiu um alvará de soltura e, em menos de 24 horas, voltou ao mesmo local para nova tentativa de assalto, quando foi preso novamente, já portando uma outra arma.

O acusado Najailson Costa Viana é natural do Maranhão, onde já cumpriu pena. Aqui no Piauí, ele responde a três processos, inclusive por assalto à mão armada. Com esse histórico, por que ele foi preso e solto na mesma tarde, conferindo-lhe confiança de que está imune ao braço da lei? O Major Audivan Nunes, que efetuou a prisão, questionou que “deve haver alguma coisa errada no ordenamento jurídico”. É o mesmo sentimento do trabalhador comum que sai de casa para ganhar o sustento honestamente e não sabe se volta com vida.

Muito se cobra da polícia. Mas também é fato que os policiais são obrigados a efetuarem o mesmo trabalho repetidas vezes, porque prendem os marginais em um dia e, no outro, essas pessoas estão de volta às ruas atemorizando a população. Até quando?