Cidadeverde.com

Brasil tem 1ª morte provocada pela varíola dos macacos

Foto: Divulgação/OMS

O Ministério da Saúde inaugurou hoje um Comitê de Operações Emergenciais específico para fazer o acompanhamento e traçar um plano de vacinação para a varíola dos macacos. O COE começou a funcionar no mesmo dia em que o Ministério anuncia a primeira morte pela doença no Brasil. O país já registrou mais de mil casos da varíola dos macacos.

O Ministério da Saúde informou que a vítima é um homem de 41 anos, portador de comorbidades e imunossuprimido. Ele morava em Uberlândia, Minas Gerais.  

O isolamento de pacientes com a varíola dos macacos também é a principal forma de prevenção para evitar o contágio entre as pessoas.

As primeiras tratativas para aquisição de vacinas já foram feitas. A Organização Panamericana de Saúde deve encaminhar 50 mil doses ao Brasil. Por outro lado, o Ministério está entrando em acordo com as fábricas para comprar o imunizante, que deve ser administrado em duas doses, com intervalo de 30 dias entre uma aplicação e outra.

A varíola dos macacos é transmitida por meio de vírus e se propaga pelo contato pessoal direto, secreções, lesões de pele ou objetos infectados. Os sintomas, caracterizados principalmente por bolhas espalhadas pelo corpo, duram em média de 2 a 4 semanas.