Cidadeverde.com

Anvisa deve autorizar compra de vacina contra varíola dos macacos

Os diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária se reúnem hoje, extraordinariamente, para definir os critérios de importação para imunizantes e remédios usados no tratamento da varíola dos macacos. Diferente do que ocorreu com a Covid-19, a Anvisa deve permitir a entrada e o uso da vacina contra monkeypox, apesar de não haver no Brasil qualquer registro para os imunizantes utilizados contra a doença.

A Agência Brasileira vai utilizar o critério de reconhecimento internacional de outros órgãos reguladores, como a Food and Drug Administration, o FDA norte-americano. O Ministério da Saúde tem a intenção de comprar incialmente 50 mil doses da vacina, que serão destinadas aos profissionais da saúde e às pessoas que tiveram contato com infectados. Além da vacina, o Ministério se prepara para comprar o antiviral tecovirimat. A expectativa é que esses produtos cheguem ao Brasil no próximo mês.

A Organização Mundial de Saúde vai realizar uma consulta pública para mudar o nome da doença, a fim de evitar estigma e maus tratos aos macacos. A doença pode ser trasnmitida por outros animais, como roedores. O nome varíola dos macacos foi dado após a doença ser identificado em um animal dessa espécie.