Cidadeverde.com

TRE-PI vai apurar falta de ônibus no domingo em Teresina

Embora tenha sido decidida logo no primeiro turno, a eleição no Piauí deixou uma pendência que ainda vai dar muito o que falar. O Ministério Público Eleitoral requereu ao TRE-PI a punição das empresas de ônibus de Teresina que, segundo relatório entregue pela Strans – a Superintendência Municipal de Trânsito – não cumpriu a determinação da Justiça Eleitoral de colocar 100% da frota circulando no domingo da eleição.

O Procurador-chefe do MPE, Marco Túlio Caminha, pediu que o TRE execute a punição, que consiste no pagamento de multa de R$ 50 mil/hora por empresa. O Presidente do TRE-PI, Desembargador Erivan Lopes, disse ainda ontem à noite, que parece ter havido uma “espécie de boicote” por parte das empresas e que isso não será tolerado. Segundo ele, haverá uma investigação rigorosa nesse caso.

Ainda na semana passada, o Setut havia se pronunciado que para colocar o efetivo da frota em circulação no dia da eleição precisaria haver um aporte financeiro por parte da prefeitura de Teresina, o que foi negado.

Com a palavra, o SETUT.